PortalGuaratiba

O portal da comunidade de Guaratiba.

Servindo à comunidade

Divulgando as notícias

Pedra de Guaratiba
Barra de Guaratiba
Ilha de Guaratiba

Milícia se instala por omissão do Estado.

Estudo demonstra que milícias se instalam devido à omissão do Estado.

Estudo coordenado pelo professor Ignácio Cano ouviu moradores de áreas dominadas por milícias.

O estudo baseou-se em 248 matérias de jornais, 3.469 registros do Disque-Denúncia, além de 46 entrevistas com moradores de áreas onde as milícias atuam. Os dados demonstram que, entre janeiro 2006 e abril de 2008, foram registradas 1.549 denúncias de extorsão em áreas dominadas por milícias e mais de 500 acusações de homicídios, o que confirma a natureza violenta desses grupos e o tipo de dominação que exercem.

Segundo um dos entrevistados, a coisa começa a funcionar com uma cobrança intempestiva de R$ 30,00 que aparece na caixa do correio, e a partir daí, nada de baderna:

“Minha mãe mora em Bento Ribeiro [zona Norte]. Lá, puseram na caixa de correio dela um bilhete: segurança particular, mensalidade R$ 30,00. Eles entregaram a filipeta e avisaram em todas as casas que a partir daquele momento houve um controle tremendo. Não pode mais ouvir música alto (...) e eles não aceitam funk, eles não aceitam todo tipo de música”, descreve um morador do bairro Del Castilho, na zona Norte.

Segundo a pesquisa, "desde que a ordem pública não seja ameaçada", tudo fica em paz. Nada de drogas, nada de "FUNK", nada de baderna". Parece que isso realmente revoluciona algumas comunidades, e por isso pelo menos no início, parece que a população vê a milícia como um mal menor.

Segundo o estudo: "A milícia apresenta uma cultura militar. É um discurso moralizante. Não pode beber, Não pode escutar funk. O discurso anti-drogas também é muito forte”", disse o pesquisado.

Podemos então inferir que Guaratiba, mais especificamente Barra de Guaratiba é uma séria candidata a ter milícia. A baderna se instala no verão, na praia, nas ruas, nos bares, o Funk é tocado em máximos decibéis, e quando algum morador reclama no RPMONT, ou na civil, recebe a resposta que o problema não pode ser resolvido.

Como o Estado não protege o cidadão seus filhos e seus ouvidos, a milícia vem com a tentadora proposta de arrumar a casa, no caso o bairro. Proposta aceita, acontecem os excessos, que, segundo as autoridades, formam um poder "paralelo" nas comunidades. Neste ponto discordamos da palavra "paralelo". Formam, isto sim, o único poder, pois o Estado há muito tempo já se ausentou, pelo menos em Barra de Guaratiba, onde nos dias e noites de verão a baderna se instala.

| 29.08.2008 | Veja resultado da pesquisa sobre milicias..... Leia Mais

Dia Nacional de Combate ao Fumo é comemorado nesta sexta-feira.

Cigarro costuma incomodar não-fumantes

Após 12 anos de criação, a lei federal nº 9294/96, que proíbe o fumo em ambientes coletivos fechados, ainda causa polêmica. Dentro e fora de casa, fumantes e não-fumantes tentam adaptar seus hábitos às novas regras.

Nesta sexta-feira, 29 de agosto, é comemorado o Dia Nacional de Combate ao Fumo, e muitos não-fumantes se engajam para tentar fazer com que as pessoas abandonem o vício.

| 29.08.2008 |

Carolina Dieckmann faz tai chi chuan na praia de Grumari

Em altíssimo astral, a atriz gravou cenas da próxima novela das 19h, 'Três irmãs'

Durante o intervalo da gravação da próxima novela das 19h, 'Três irmãs', da Rede Globo, nesta quarta-feira, 27, Carolina Dieckman praticou tai chi chuan. O cenário foi a praia de Grumari, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Além da atriz, estava lá também parte do elenco de surfistas formado por Paulo Vilhena, Marcello Novaes e Kayky Brito.

| 29.08.2008 |

Seu comentário é importante.

Nome
Email
Comentário
  

Melhor clipe da Internet hoje.
Comportamento do leão Christian.