PortalGuaratiba

O portal da comunidade de Guaratiba.

Servindo à comunidade

Divulgando as notícias

Pedra de Guaratiba
Barra de Guaratiba
Ilha de Guaratiba

Notícias de Guaratiba

Sociedade Musical Deozílio Pinto.

Banda de Pedra de Guaratiba se apresenta na Sala Cecília Meireles na IV Maratona de Bandas do Rio de Janeiro.

A Sociedade Musical Deozílio Pinto, de Pedra de Guaratiba, sob a regência do maestro Venâncio Manoel Pinto, pai de Beethoven Pinto, apresentou-se na Sala Cecília Meireles no último fim de semana na IV Maratona de Bandas do Rio de Janeiro.

Pequena história da Banda

No ano de 1870, na então freguesia de São Salvador do Mundo de Guaratiba, Mestre Fabrício, junto com um circo de cavalinhos, organizou a primeira Banda de Música, composta por músicos já existentes no local.

Depois de mestre Fabrício, a Banda foi dirigida pelos mestres: Landi, Juca Targínio, Quintino e Virgulino, sendo que esses dois últimos foram músicos da Banda da Quinta Imperial.

Em 1905, a direção da Banda passou para Deozílio Manoel Pinto. Músico autodidata, Mestre Deozílio nos presenteou com diversas composições, algumas ainda se encontram inéditas nos dias de hoje tal a riqueza do acervo musical que reúne 2 Missas, 8 Aberturas, 4 Fantasias, 2 Romances, 21 Marchas Religiosas, 105 Valsas, 17 Quadrilhas, 18 Mazurcas, 137 Polcas, 235 Sambas e 95 dobrados.

Mestre Deozílio conduziu a Banda até 1936, data de seu falecimento. Somente em 1947, o herdeiro natural (seu filho Nestor Manoel Pinto) assumiu os trabalhos musicais da localidade.

Depois que Mestre Nestor assumiu a banda, percebeu que era necessário ter um espaço - uma sala, para efetuar os ensaios, portanto filiou-se à Colônia de Pescadores de Pedra de Guaratiba, obtendo total apoio de seu presidente.

Em seguida, foi criada a Sociedade Musical Deozílio Pinto, com a participação da comunidade.

banda Em torno de 1979/80, a obra de construção da Sede da Banda em Pedra de Guaratiba foi concluída.

No ano de 1980, o Maestro Venâncio Manoel Pinto, neto de Deozílio, assume a Banda, sendo o presidente da Sociedade Musical até a data atual.

Dentre inúmeras apresentações, cumpre ressaltar a participação no programa "Aí vem a Banda", da rádio MEC, em 1985.

Em 1986, a Banda foi a 2ª colocada do Concurso Estadual de Bandas Civis - classe III, realizado em Angra dos Reis.

Já nos de 1987 e 1999, foi a campeã do concurso mencionando, mantendo-se na classe II.

Nos anos de 2002/2003, a Banda apresentou-se na PUC-RIO.

A Banda apresenta-se em várias atividades festivas na região, levando alegrias e empolgando a quem participa, trazendo em seu repertório, sambas, dobrados, valsas, como também clássicos da MPB e da música internacional.

Em sua sede, o filho do Maestro, Beethoven Pinto, desenvolve um trabalho sócio-cultural, lecionando música para os jovens da comunidade. Muitos de seus alunos já compõem o quadro de músicos da Banda, dando continuidade ao trabalho iniciado pelo Mestre Deozílio.

| 05.12.2008 | Veja apresentação da Banda na Sala Cecília Meireles

Moradores do Correia reclamam de obras paralizadas.

Algumas obras de calçamento em ruas do Correia foram interrompidas pela Prefeitura.

Quando a obra começou, os moradores ficaram cheios de esperança, porque era a chance de acabar com a lama, com os alagamentos. Mas, em pouco mais de dois meses de trabalho, muito pouco foi feito. A idéia era asfaltar toda a região, as ruas transversais, mas o que sobrou foram tampas de bueiros abertas, tudo incompleto.

Segundo os moradores, no pouco tempo em que os funcionários trabalharam, foram poucos metros de obras. “Não está tampada a boca da manilha e o complemento da obra, até agora nada”, lamenta o aposentado Aldemar de Lima. “Isso aqui quando chove fica intransitável. São muitos buracos”.

“Esperávamos uma coisa melhor e essa rua é a principal. Quando acontece qualquer acidente na rua de cima, os ônibus passam aqui, carro, tudo. Já que começaram, têm que terminar, ou seria melhor nem mexer”, reclama a dona de casa Elza Nascimento Pires.

As obras devem ser retomadas na próxima semana. Elas foram paradas para a reorganização do cronograma. Os recursos estão garantidos por um convênio entre a Caixa Econômica Federal e a prefeitura do Rio.

| 05.12.2008 | Fonte:

Todas as ruas de Guaratiba estão abandonadas..

Todas as ruas de Guaratiba estão abandonadas, exceto uma.

Temos recebido vários emails de moradores reclamando o descaso da Prefeitura com as ruas dos Bairros da Região de Guaratiba. Basta dar uma volta para se perceber o total abandono. São ruas sem calçada, drenagem ou meio-fio, o mato cresce nas laterais e o lixo se acumula nas esquinas pois é difícil vermos um contêiner.

As principais avenidas foram calçadas a dezenas de anos atrás quando os políticos ainda tinham um mínimo de consideração pelos bairros mais afastados do poder central.

Atualmente os candidatos à Prefeitura vêem em época de eleição angariar votos, dizem que farão isso e aquilo e depois pouco se importam com as mínimas condições urbanas de Guaratiba.

Um exemplo de como nossa região pode ficar bonita e se tornar uma alegria para nossos olhos é a Rua Brandt Hora em Ilha de Guaratiba.

Neste local construíram um condomínio de luxo chamado Enseada das Garças, e os proprietários seguindo toda a legislação vigente, calçaram a rua desde a Estrada da Ilha até a entrada do condomínio. Como se pode ver na foto deste artigo, ficou uma beleza. E é assim que toda a região poderia ficar, naturalmente se as verbas da Prefeitura não fossem desviadas para obras que não atendem ao clamor da sociedade mas sim massageiam o ego dos administradores.

Quem sabe um dia isso muda e um administrador desta cidade, honesto com seus eleitores e com bons propósitos empunhe essa bandeira e tire a sujeira de nossa porta.

| 05.12.2008 |

Área de Proteção Ambiental da Capoeira Grande.

Foi realizada audiência pública para regulamentar ocupação da área.

A Área de Proteção Ambiental (APA) da Serra da Capoeira Grande (22º59'03"S e 43º38'59"W) tem área total de 80ha, assim como a APA do Morro do Silvério, em processo de regulamentação, são importantes remanescentes de floresta atlântica de baixada que possui espécies ameaçadas de extinção entre as quais o pau-brasil. A expansão urbana em direção à Zona Oeste vem alterando o perfil dos moradores do entorno da Serra da Capoeira Grande, antes predominantemente pequenos agricultores, hoje convivem com pessoas que optaram por sair do centro urbano do Rio de Janeiro em direção a Guaratiba.

A Área de Proteção Ambiental da Serra da Capoeira Grande, foi criada pela Lei n.º 2835 de 30 de junho de 1999 e delimita-se pela Estrada da Pedra; pela Rua Motorista Manuel Duarte; pela Rua Domingos Correia de Morais; pela Rua Diogo Jacome; pela Estrada do Magarça; pela Av. das Américas; pela Estrada da Capoeira Grande; pela Rua São Domingos; pela Rua Várzea de Palma; pela Rua Inimutaba; pela Rua Morro do Pilar; pela Rua Pedra de Indaiá; pela Rua Sapucaí Mirim; pela Rua Três Marias; pela Rua Mantena; pela Av. Alto Maranhão e pela Estrada do Catruz.

Uma mineradora de granito (pedreira) se instalou na região e vinha explorando indevidamente esses recursos naturais, quando em 14 de novembro de 2007, em atendimento a ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, o juiz da 13 ª Vara de Fazenda Pública deferiu liminar para determinar que a SIMGRA - Sociedade Industrial e Mineradora de Granitos Ltda. - suspendesse de imediato qualquer atividade de mineração no interior da Área de Proteção Ambiental (APA) da Serra da Capoeira Grande.

Em janeiro do corrente ano, através do Decreto Municipal nº 28.938, foi criado Grupo de Trabalho (GT) para elaboração de proposta de regulamentação do mosaico de unidades de conservação pelas Áreas de Proteção Ambiental (APAs) da Serra da Capoeira Grande e do Morro do Silvério. O GT instituído, sob a coordenação da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMAC), elaborou minuta de decreto com diretrizes para o desenvolvimento de programas e proposta de zoneamento ambiental para a área.

| 05.12.2008 | Veja minuta do decreto de regulamenteção da área.

Escola em Pedra de Guaratiba alfabetiza mais rápido com Tom e Vinicius.

Por:Bruna Talarico, Jornal do Brasil

As 30 crianças cantam baixinho. É que, ensina a professora, a bossa nova começou em apartamentos de paredes finas da Zona Sul, onde a música incomodava os vizinhos. Hoje, 50 anos depois dos encontros às escondidas, as canções de Tom Jobim, Vinicius de Moraes e João Gilberto ensinam a ler e escrever alunos de 6 e 7 anos de uma escola municipal de um bairro de classe baixa da Zona Oeste da cidade.

Lá, a bossa nova afastou os pequenos do funk, foi ensinada aos pais e levou mais que perspectiva para onde a informalidade é destino certo de grande parte da população.

As casas muito engraçadas – sem teto e sem nada – cantadas por Vinicius são erguidas pelos pais dos alunos da Escola Municipal Professora Elisa Joaquina Daltro Peixoto, em Pedra de Guaratiba, a 60 quilômetros do Centro.

A maioria das famílias, migrante da Paraíba, trabalha nas obras da comunidade do Piraquê, vizinha da escola, e oferece à criançada vocabulário e cultura limitados.

Mas, desde o início do ano, quando a professora Andrea da Silva Milheiros começou a alfabetizar os alunos usando a separação das sílabas das letras mais famosas da bossa nova, o Samba do Avião revelou a letra a; A bicicleta ilustrou o b; e A casa introduziu o c. Fora dali, o cotidiano da meninada deixou de lado a mulher melancia para incorporar a Garota de Ipanema.

– Eu esqueci um pouco do funk – conta Alex da Conceição, 7 anos. – E quando ando de bicicleta eu até canto a música (A bicicleta, de Toquinho).

O companheiro Daniel Mesquita, da mesma idade, complementa, sem esperar:

– O importante não é que a gente sabe cantar, é que a gente sabe as palavras. Já sonhei com as aulas, e ensaio as músicas em casa.

Ao contrário dos tempos dos apartamentos de paredes finas, na sala da 1001 tudo é alvorço. E felicidade. Os meninos e meninas têm sempre uma resposta e a impetuosidade de quem já começa a entender as palavras. Tudo por conta das aulas cheias de bossa da tia Andrea.

Da Garota de Ipanema, sabem que o corpo dourado não é de tinta.

– Dourado é bronzeado, tia – dispara uma aluna à reportagem do JB.

Mais adiante, outro pequeno interrompe, sem cerimônia.

– São pessoas que trabalham – referindo-se aos executivos que procuram a bicicleta na letra de Toquinho.

Já a casa feita com muito esmero, todos sabem, agora, que é aquela feita com vontade.

– E amor também, é quando a gente quer muito – grita a turma, quase em coro.

Assim, os alunos terminaram em em um ano a alfabetização, que levaria três pelo sistema de ensino da rede municipal.

– Eles se envolveram – comemora Marina Gonçalves, diretora da escola. – Tudo isso mostra que deu certo, e tudo o que dá certo é sempre uma soma.

| 05.12.2008 |Fonte: ................................................... Na Rádio do Portal se ouve Bossa Nova e MPB

Passagem de ônibus vai aumentar para R$ 2,20.

Por: Cezar Lipper - Leitor do Portal Guaratiba morando na Argentina

Uma simples curiosidade :

Hoje, dia 04/12/2008 em Buenos Aires as passagens de ônibus e metrô custam $ 0,90 ( noventa centavos do peso ), o que corresponde em real nesta data a R$ 0,66 ( sessenta e seis centavos do real ) cotação do câmbio deste dia : 1 real = 1,35 pesos

A pergunta fica no ar para alguém me explicar :

bandeiraSe a Argentina é um país que tem problemas de energia, de petróleo, não tem crédito no mercado internacional, ETC..., por que o argentino paga este valor sendo ainda o salário mínimo na Argentina maior do que no Brasil ?

O transporte público no Brasil está sendo tratado como um serviço de luxo, isso é uma exploração ao trabalhador e muito mais à classe média, que paga a sua passagem, de sua família e quando tem empregada doméstica, as vezes até três passagens para ir e mais três para voltar para ela poder se deslocar para trabalhar na sua casa.

Quando a classe média vai deixar de ser explorada ?

Quando a classe média vai acordar e fazer uma revolução contra toda a carga tributária desse país e dos serviços públicos ?

Que vergonha !

Vocês entendem agora do porquê ao fugir das balas perdidas do Rio de Janeiro que poderiam matar a mim ou a minha família, ao vir morar em Buenos Aires, eu ainda estou lucrando ? Isso sem falar sobre o preço da luz e gás que são infinitamente mais baratos do que no Brasil...

ACORDA BRASILEIRO !

Saudações aos contribuintes explorados do Brasil,

| 05.12.2008 |