PortalGuaratiba

O portal da comunidade de Guaratiba.

Servindo à comunidade

Divulgando as notícias

Pedra de Guaratiba
Barra de Guaratiba
Ilha de Guaratiba

Notícias de Guaratiba

No Olho da Rua.

Ex-diretor revela em livro histórias da Fazenda Modelo, fechada em 2002.

Uma vila, uma senzala, um campo de concentração, um hospício, um reflexo do que acontece nas ruas da cidade? As histórias guardadas pelos muros da Fazenda Modelo, o maior abrigo de mendigos da América Latina, são contadas pelo ex-diretor Marcelo Antônio Cunha, em relato que mistura denúncia e emoção.

Convivendo lado a lado com a insanidade de um mendigo como Bacana, que pensava ser um cachorro – a ponto de só andar de quatro e comer ração e restos no chão –, havia pessoas como Dona Sonia, ex-aeromoça, que foi parar no abrigo após um acidente de avião. Depois de passar anos na Fazenda Modelo, a indenização da companhia aérea finalmente foi liberada pela justiça e ela pôde comprar uma casa e viver confortavelmente com a filha.

Outro dos personagens inesquecíveis do livro é Barnabé, compositor com vários CDs gravados que acabou nas ruas. Recolhido ao abrigo, acabou sendo localizado por um produtor musical e reencontrou a mãe e as irmãs. Casos de pessoas que perdem a memória não eram raros, como o do arquiteto que foi encontrado vagando pela cidade e só depois de meses na Fazenda conseguiu lembrar-se de quem era.

Despejar no papel as histórias das pessoas com quem conviveu, para que um dia chegassem a ser conhecidas pelo resto da sociedade, foi para o autor a única forma de dormir em paz. Mais do que uma denúncia, No olho da rua é um livro que emociona. Que faz pensar na fragilidade humana frente aos percalços da vida. E nos leva a rediscutir a necessidade de uma política governamental para amparar os incapazes e mais necessitados.

| 09.05.2008 | Veja reportagem no Estadão

Pescadores denunciam siderúrgica CSA.

Ex-diretor lança o livro "No Olho da Rua" com histórias da Fazenda modelo.

Pescadores de Pedra de Guaratiba, vão denunciar internacionalmente a empresa alemã Thyssen-Krupp por danos ao meio ambiente e violação aos direitos humanos. Controladora da Companhia Siderúrgica do Atlântico (CSA), a empresa está sendo acusada de inviabilizar a pesca na região, prejudicando mais de oito mil famílas. Por causa das obras do complexo siderúrgico, orçado em R$ 8 bilhões e que deve ser inaugurado no próximo ano, os peixes teriam praticamente desaparecido da área e os que restaram estariam contaminados.

A denúncia foi feita durante uma reunião de organizações não governamentais, realizada quinta-feira (08/05/2008), no Rio de Janeiro, como preparação ao Tribunal Permanente dos Povos (TPP), que acontece na próxima semana em Lima, no Peru, com a participação de entidades de direitos humanos de vários países.

Ivo Siqueira Soares, que preside a Associação de Aqüicultores e Pescadores de Pedra de Guaratiba, reclamou das obras da siderúrgica. “A empresa está se instalando em uma área que é um criadouro natural, dentro de uma reserva. Devastou quatro mil metros quadrados de manguezal e está causando degradação no mar, revolvendo todo o lodo contaminado pela Ingá Mercantil [empresa mineradora já desativada, que deixou uma grande área poluída com metais pesados]”.

Segundo o pescador, a dragagem que está sendo feita, para permitir a entrada de grandes embarcações, está provocando a liberação de sedimentos contaminados, que se encontravam no fundo do oceano e passam a ser levados pela correnteza, justamente para uma área de reserva biológica e arqueológica. “Isso afugenta e contamina os peixes com cádmio e zinco”, disse Soares

O presidente da associação também reclamou da exclusão que está havendo por conta da construção de um píer de quatro quilômetros, para servir de atracadouro para os navios da futura siderúrgica. “Essa área é onde nós tínhamos o nosso melhor ponto de pesca e não mais poderá ser utilizado. Fora a questão de segurança, pois ali vão transitar navios e os riscos aos barcos pesqueiros são enormes. Recentemente, perdemos um companheiro, atingido por uma balsa da CSA”.

Para o advogado da Federação das Associações de Pescadores Artesanais do Rio de Janeiro (Fapesca), Victor Mucare, a CSA está causando degradação ambiental e social na região, além de descumprir leis federais e não possuir licenças ambientais. “Nós já estamos tomando medidas legais, com ações reparatórias, ação civil pública para embargar a obra, e já existe um inquérito criminal, que corre no Ministério Público Federal”.

Também participou do encontro a alemã Kathrin Buhl, diretora do Instituto Rosa Luxemburg Stiftung. Ela disse que, a partir das denúncias apresentadas pelos pescadores, o assunto será levado ao conhecimento da imprensa e dos partidos políticos da Alemanha, país sede da siderúrgica.

“É importante divulgar as informações e acessar as mídias, para receber um respaldo público. Se uma empresa como a Thyssen-Krupp está violando os direitos humanos aqui no Brasil, está destruindo o meio ambiente, é importante que os sindicatos, os movimentos sociais, os partidos lá na Alemanha saibam disso e façam pressão”, disse Kathrin Buhl.

| 16.05.2008 | Fonte: Agência Brasil - Repórter: Vladimir Platonow

Criança desaparece no Jardim Maravilha.

Adriana Simões filha de Mauro José e Maria Alice sumiu domingo por volta das 13:00 hs.

No bairro Jardim Maravilha, em Guaratiba, os vizinhos tentam ajudar a encontrar a menina, mas, por causa do medo, o comportamento das pessoas mudou: as crianças agora só podem brincar na rua com os pais por perto.

Vizinhos e amigos se mobilizaram na tentativa de encontrar Adriana Barbosa Simões, que completou 4 anos na última segunda-feira, mas não passou o aniversário com a família. A menina está desaparecida desde domingo, Dia das Mães.

Nas lojas da região e em carros, há cartazes com a foto da criança. Adriana foi vista pela última vez na Rua Cachoeira do Sul, onde mora a avó. Era domingo, por volta de 13h, e ela foi com a irmã mais velha, de 16 anos, brincar na rua. A irmã entrou em uma casa e, minutos depois, quando voltou, não encontrou mais a criança. Até agora não há pistas.

A família procurou ajuda da Fundação para a Infância e Adolescência, a Fia. O programa SOS Crianças Desaparecidas ofereceu mais 500 cartazes para serem distribuídos na comunidade. Mauro José, auxiliar de bombeiro, e Maria Alice, dona de casa, os pais da menina, não dormem desde que a criança sumiu.

O telefone para quem tiver qualquer informação sobre a Adriana é: FIA - 2286-8337

| 16.05.2008 |

Ecoturismo em Guaratiba.

Trilhas ecológicas e áreas de lazer são atrações nos parques da Prainha e de Grumari.

Os Parques Naturais Municipais de Grumari e da Prainha estão abertos, com entrada gratuita, a visitantes que pretendem ver de perto a beleza da fauna e flora características da orla carioca. No Grumari (Estrada do Grumari s/nº), a maioria das atividades é ligada à praia, que tem 4 quilômetros de extensão. Mas quem preferir pode percorrer as trilhas suaves que levam às praias semidesertas do Meio e Perigoso.

Já o Parque da Prainha (Avenida Estado da Guanabara s/nº, no final do Recreio) oferece duas trilhas de dificuldade moderada que levam ao mirante do Morro do Caeté, de onde se pode contemplar toda a área. Na sede do parque, os banhistas têm à disposição banheiros e chuveiros e, de quebra, podem conhecer o núcleo do Centro de Educação Ambiental (CEA) lá instalado, com auditório e biblioteca.

| 16.05.2008 |

Planetário e Centro Cultural, duas novidades para Santa Cruz.

Os dois novos equipamentos têm inauguração prevista para junho.

Um novo centro cultural e um planetário são as novidades que, em breve, serão inauguradas no bairro de Santa Cruz. Os dois novos equipamentos têm inauguração prevista para junho e representam mais opções de lazer com qualidade para os moradores de nossa região.

Erguido em 1881 por D. Pedro II para sediar o Matadouro de Santa Cruz, o Palacete Princesa Isabel está em reformas para abrigar o centro cultural, fazendo parte das comemorações pelos 200 anos da vinda da Família Real portuguesa. O trabalho de restauração é feito pela RioUrbe, órgão da Secretaria Municipal de Obras, que busca manter as características originais da construção.

O espaço, com 2.368 m2 de área construída, oferecerá atividades de entretenimento, como espetáculos e exposições; e de formação artística, como cursos e oficinas.

No entorno da antiga edificação funcionam três escolas municipais e uma vila olímpica. O novo centro cultural municipal irá proporcionar às crianças e aos adolescentes acesso à arte e à cultura.

Já o novo Planetário, que terá uma cúpula de cobre prateado, foi projetado para reunir até 95 pessoas e vai oferecer equipamentos digitais de última geração, tão sofisticados quanto os do Museu do Universo, na Gávea.

| 16.05.2008 |

Obras do Arco Rodoviário do Rio começaram esta semana.

Arco rodoviário será importante para desafogar tráfego da Avenida das Américas.

No total, o Arco Metropolitano terá 145 quilômetros de extensão e é composto por quatro segmentos, atravessando os municípios de Itaboraí, Guapimirim, Magé, Duque de Caxias, Nova Iguaçu, Japeri, Seropédica e Itaguaí, todos na Região Metropolitana.

O primeiro compreende um trecho da BR-493, de 25 quilômetros, que vai do entroncamento da BR-101, em Manilha, ao entroncamento com a BR-116, em Santa Guilhermina. Este trecho será duplicado pelo Departamento Nacional de Infra-estrutura de Transportes (Dnit).

O segundo, já pronto, é de responsabilidade da concessionária, ou seja, o trecho da BR-116, com 22 quilômetros, que vai do entroncamento com a BR-040 em Saracuruna, Duque de Caxias, ao entroncamento com a BR-493, em Santa Guilhermina.

O terceiro segmento, a ser construído pelo Estado, com 70,9 quilômetros, vai do entroncamento da BR-040 (Rio-Juiz de Fora), em Duque de Caxias, ao acesso ao Porto de Itaguaí na BR-101, cortando as rodovias BR-040, BR-465 (antiga Rio-São Paulo), BR-116 (Via Dutra) e BR-101 (Rio-Santos).

O quarto trecho fica na BR-101 (Rio-Santos), de 22 quilômetros, e está sendo duplicado pelo governo federal. Este vai de Itacuruçá à Avenida Brasil (altura de Santa Cruz, Zona Oeste do Rio).

Com a conclusão do Arco Rodoviário, o transporte de cargas em direção ao Porto de Itaguaí e ao litoral norte do estado passará a ser feito pelo novo corredor de transporte, retirando das vias urbanas da capital fluminense o tráfego de caminhões pesados.

| 16.05.2008 | Veja matéria completa do Globo.

Convite do Núcleo de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente de Guaratiba.

Ajude o NUDECA a divulgar este debate. Incentive os profissionais e os usuários da sua instituição a participar!

O Núcleo de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente de Guaratiba – NUDECA – é um trabalho em rede, que tem a participação de diferentes instituições voltadas à proteção dos direitos das crianças e adolescentes na região de Guaratiba.

Estamos participando de um momento muito importante para a consolidação e garantia dos direitos de crianças e adolescentes: o processo eleitoral dos Conselhos Tutelares do Rio de Janeiro. Em nossa área de abrangência – Campo Grande e Guaratiba temos 19 candidatos a Conselheiro Tutelar. É fundamental conhecermos e discutirmos sobre as propostas de atuação de cada candidato.

Convidamos você a participar do debate que o NUDECA irá realizar com os candidatos ao Conselho Tutelar de Campo Grande e Guaratiba, no dia 20/05/2008, às 14 horas no Abrigo Evangélico de Pedra de Guaratiba, situado na Rua Belchior da Fonseca, nº 165 - Pedra - tel: (21)2417-2915.

| 16.05.2008 |