PortalGuaratiba

O portal da comunidade de Guaratiba.

Servindo à comunidade

Divulgando as notícias

Pedra de Guaratiba
Barra de Guaratiba
Ilha de Guaratiba

Notícias de Guaratiba

Site Holandês fala de Guaratiba.

Medium4You - mídia Holandesa destaca reportagem sobre Guaratiba.

O portal traduziu a reportagem como aparece no site Holandês, abaixo colocamos o link para o Site.

Pedra de Guaratiba

Pedra de Guaratiba é uma "aldeia" de pescadores ao sul do Rio de Janeiro que começa a despontar como uma alternativa de estância de férias. Situada na Baía de Sepetiba com água do mar sem ondas e um local tranqüilo nos últimos anos surgiu como verdadeiro centro gastronômico onde muitos restaurantes servem os mais deliciosos peixes e mariscos frescos. Vários desses restaurantes estão localizados principalmente em Guaratiba na estrada que vai ao Recreio passando por serras e pela praia virgem do Grumari. Barra de Guaratiba é uma pequena comunidade com uma praia popular (que é visitada principalmente por Brasileiros).

No caminho para Barra de Guaratiba vislumbramos os belos manguezais e o acesso a uma zona militar fechada com praias de cor branca como a neve onde o público não tem acesso. Pedra de Guaratiba não tem praias, devido à falta de mar com ondas. Há um belo cais de madeira onde é bom andar e apreciar os muitos pequenos barcos de pesca onde garças brancas e outros parentes buscam alguns peixes. A "aldeia" tem crescido nas últimas décadas como Centro de artistas com vários workshops, e um lugar onde ecologia, lazer e turismo andam de mãos dadas. Uma atração é a 'Capela da Nossa Senhora do Desterro' (foto), datados de 1626 e uma das mais antigas igrejas do Estado do Rio de Janeiro.

De resto, Pedra de Guaratiba é perturbada apenas pelo mercado que anima a noite de sexta-feira, sábado e domingo na praça da "aldeia". A 'Estrada da Capoeira Grande' oferece uma grande quantidade de verde de ambos os lados, então nós podemos ir certeiros na direção de Barra de Guaratiba através das belas montanhas da Mata Atlântica. No caminho, existem muitos restaurantes de peixe. Nos restaurantes mais altos vê-se os manguezais e o impressionante branco de areia no domínio militar. Igualmente belo pôr-do-sol sobre o cais de madeira de Pedra de Guaratiba, um desafio para os fotógrafos. Perto da área protegida temos a Praia da Brisa. Além disso, é bom caminhar junto ao mar numa faixa de areia fina branca, olhando para o bombeamento de água pelos moinhos dos quiosques onde as pessoas podem relaxar e desfrutar de uma bebida. Ainda são poucos os hotéis e pousadas na região (apenas na Barra de Guaratiba). A subida dos preços imobiliários na área é um sinal claro de que isto não será por muito tempo.

| 19.09.2008 | Link para o Site Holandês Medium4You

Meu bairro, minha vida no Largo da Ilha de Guaratiba.

Prefeitura faz pequenas intervenções no local.

A Prefeitura do Rio realiza mais serviços do programa Meu Bairro, Minha Vida, desta vez em logradouros de oito bairros nas regiões Norte, Sul e Oeste. O Meu Bairro, Minha Vida é uma iniciativa coordenada pela Secretaria Municipal de Obras (SMO) que reúne esforços de diversas Secretarias, entre elas as de Meio Ambiente, Transportes e Governo, e também da Comlurb e da Guarda Municipal.

As ações incluem poda de árvores, operação tapa-buracos, revisão da iluminação pública, limpeza de ralos e recuperação de brinquedos e bancos de concreto. Os locais beneficiados são a Praça do Terreirão, no Recreio; a Praça Manet, em Del Castilho; o Largo da Ilha, em Ilha de Guaratiba; a Rua 5 de Julho, em Copacabana; a Praça do Rio da Prata e a Avenida Cabuçu, em Campo Grande; a Morada do Vale, no Santíssimo; as ruas Boiúna e dos Biólogos, dos Físicos e dos Sábios, em Jacarepaguá; e a Rua Guaratinguetá, em Olaria.

| 19.09.2008 | Fonte: Prefeitura do Rio

Leitor do portal escreve artigo.

Rubens Theóphilo é leitor do Portal e funcionário do IBGE..

Guaratiba está mudando

Dizia, Antônio Carlos Belchior: ...”tudo muda, e com toda a razão”. Mas o que se espera, é que não mude radicalmente a ponto de transfigurar a região, na sua fisionomia, fitologia, comprometendo sua fauna, agredindo, rios, lagos e mares, é o que mais se nota nesses últimos 40 anos.

É verdade que toda cidade cresce, em população e economia, e vice versa. Há de se destacar, que alguns lugares a população cresce mais. Na atual conjuntura, não dá para evitar o sistema. É nadar contra a corrente, andar na contramão da nova ordem mundial. Mas, já se tem pensado duas vezes, antes de abraçar, mergulhar fundo na ótica, em que só o crescimento econômico pode interessar.

Nota-se que a qualidade de vida, e a preocupação com o meio ambiente está na pauta do dia, quando a égide da gestão é séria, seja municipal, estadual, federal. Lógico, não devemos cair em devaneios, pois a economia ajuda, e muito. Mas não se pode destruir indiscriminadamente, o solo, o verde, os animais, e a esperança no âmago das pessoas, o que mais tem acontecido no Brasil e no mundo.

Um dos grandes tesouros da região de Guaratiba, estendendo-se à Zona Oeste, é o comportamento hospitaleiro das pessoas que alí residem. Esqueçam por momento os noticiários e sua milícias, pois não passam de casos isolados. O que impera mesmo, é o verde e o azul. Podemos notar em qualquer lugar no mundo, paisagens e pessoas, mas o jeito e gestos diferenciados, só tem em Guaratiba. Não é atoa que durante colonização, e mesmo depois dela, o imigrante se encantou com esta região impar, e por aqui ficou, como foi o caso do inglês Sr. Willian, que batizou a região, mesmo por corruptela.

Sendo a mídia mais forte, subsidiada pela industria imobiliária é claro, não conseguiu destruir o bom conceito desta área, que teve preservada sua fisionomia, e o meio ambiente. Não somente pelas instalações das Forças Armadas, e demais instituições públicas, mas pelas energias boas do lugar.

Hoje, se vê empreendedores da construção civil, espremidos nos espaços da cidade, com seus lançamentos, e por terem esgotadas as cartas da manga, desde a área central até Baixada de Jacarepaguá, diga-se de passagem, guiados pelo planejamento de Lúcio Costa das décadas de 60/70, exaltam a região de Guaratiba e todo sertão carioca. Puro mecanicismo.

Com certeza, não valorizam as riquezas e belezas naturais de lugar algum, mas enxergam o novo filão imobiliário modernista, soerguido no limiar do século XXI, que é economicamente altivo, sobranceiro, soberbo sob a égide capitalística, porém soez para os moradores que valorizam sua cultura, costumes, onde os anseios dos antigos sertanejos do “Cinturão Verde” carioca é o “doce sossego”.

| 19.09.2008 | Por Rubens Theóphilo

Projetos Viários para Guaratiba

Ligações com Recreio e Campo Grande serão facilitadas

Trecho 4 (Duplicação da Av. Américas entre o Recreio e Guaratiba)

Duplicação da Av. das Américas entre a Ponte sobre o Canal de Sernambetiba, no Recreio dos Bandeirantes, e a Ponte sobre o Rio Portinho, em Guaratiba, interligando as baixadas de Jacarepaguá e Guaratiba através do TÚNEL DA GROTA FUNDA.
Pistas exclusivas para ônibus;
Aumento da capacidade com a consequente eliminação dos atuais congestionamentos;
Alternativa à Serra da Grota Funda, com diminuição do tempo de percurso.



Trecho 5 (Duplicação da Av. Américas em Guaratiba)

Ampliação das pistas existentes, numa extensão de 11,6 km.

Pistas exclusivas para ônibus;
Duplicação das pistas existentes, com o consequente aumento da sua capacidade, eliminando riscos potenciais de acidentes;
Implantação de interseções seguras com as principais vias transversais existentes (Estrada da Matriz e Estrada do Magarça).


Ligação B (Campo Grande - Guaratiba)

Ligação entre a Av. das Américas em Guaratiba e a Av. Brasil em Campo Grande, com extensão de 14,8 km e acessos controlados. Alternativa de ligação da Barra com a Zona Oeste e BR-101 (Rio-Santos);
Permitirá o acesso do tráfego proveniente da zona sul da cidade à Rodovia Presidente Dutra através da antiga estrada Rio - São Paulo;
Pistas exclusivas para ônibus;
Redução do tempo de viagem entre as duas regiões;
Indução do desenvolvimento em toda a região contígua ao traçado da Ligação B, que atualmente encontra se aquém das suas potencialidades.

| 19.09.2008 | Fonte: Secretaria de Transportes - Banco de Projetos.

Candidatos começam a falar de Guaratiba.

Mesmo sem propostas concretas candidatos ensaiam promessas.

A candidata do PcdoB à prefeitura do Rio Jandira Feghali disse na sexta-feira que vai retomar o convênio do município com os pequenos produtores rurais suspenso desde o ano passado, que prevê o abastecimento das cozinhas de escolas, hospitais e abrigos da cidade. A medida vai garantir o escoamento da produção do agricultor familiar, que não tem como competir com os grandes produtores, de acordo com a candidata.

"- Pouca gente sabe mas esse tipo de atividade está concentrada na Zona Oeste, principalmente na região de Guaratiba. O pequeno produtor só tem como produzir se tiver incentivo. O governo deve estimular essa produção como forma de garantir emprego e renda - declarou a candidata, acrescentando que vai buscar apoio da Embrapa e da Emater para também dar apoio ao pequeno produtor rural."

Falta de saneamento básico, ineficiência dos transportes e ausência de postos de saúde. Essas foram as principais reclamações que Eduardo Paes ouviu no sábado durante sua passagem pela Zona Oeste. O candidato a prefeito pela coligação Unidos pelo Rio (PMDB, PP, PSL e PTB) esteve em Sepetiba e Santa Cruz e garantiu a realização de obras de saneamento, construção de Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) 24 horas e implantação do sistema de bilhete único."

"— Essa região da cidade está muito abandonada. Falta infra-estrutura na região de Sepetiba, Guaratiba e Santa Cruz. A gente precisa levar o Programa Saúde da Família para todas as comunidades. Precisa fazer com que os postos de saúde abram mais cedo e fechem mais tarde. Aqui vai ser a região prioritária para receber as UPAs 24 horas — adiantou.

Paulo Ramos candidato do PDT, assim como Solange Amaral, candidata do Alcaide Cesar Maia defendem a construção do Túnel da Grota Funda, promessa de quem já não sabe mais o que vai prometer.

Fernando Gabeira vê em Guaratiba um polo turístico e cultural por vocação e defende o incentivo e consolidação dessas atividades.

Enfim, o que importa e o que estamos sentindo é que a população vem fazendo a lição de casa, questionando os candidatos, enviando emails, e mostrando interesse nas questões do Bairro.

| 19.09.2008 |