PortalGuaratiba

O portal da comunidade de Guaratiba.

Servindo à comunidade

Divulgando as notícias

Pedra de Guaratiba
Barra de Guaratiba
Ilha de Guaratiba

Notícias de Guaratiba

Cemitério de animais na Ilha de Guaratiba oferece enterro com dignidade aos nossos amiguinhos.

Pet´s Garden, cemitério e crematório na Ilha de Guaratiba.

A idéia de criar o primeiro cemitério para cães do Rio de Janeiro foi do aposentado Célio Pimentel, depois que ele confiou o corpo de sua dog alemã Cheyenne a uma pessoa que, apesar de ter garantido que faria um enterro digno para a cadela, jogou-a sem dó nem piedade na Lagoa de Marapendi. Quando soube da história, meses depois do ocorrido, Pimentel decidiu que era hora de os donos de cães terem um lugar adequado onde seus animais pudessem ser enterrados – ou mesmo cremados – dignamente. Assim surgiu o Pet's Garden, que já conta com cerca de 900 cães e gatos sepultados e mais de mil cremações.

O serviço é completo, da remoção do corpo até o sepultamento. No cemitério, localizado em Ilha de Guaratiba, zona oeste do Rio, há até uma sala especial para o último adeus. O caixão é facultativo.

A veterinária Patrícia Pimentel, filha de Célio, diz que além de respeitar a memória do animal, a prática da cremação ou do sepultamento como é feito no Pet's Garden também é uma forma ecologicamente correta de se proceder, já que o enterro de um animal sem que sejam tomadas certas medidas pode causar danos ambientais ao solo e ameaças à saúde pública.

– O interessante é que os donos não se esquecem de seus bichos. Praticamente todas as sepulturas daqui são visitadas com bastante freqüência – garante Patrícia.

A veterinária diz que, em muitos casos, os donos optam pela cremação, que, se for individual, dá direito às cinzas do animal. Também há a possibilidade de cremação coletiva, com preço mais em conta. Os valores, entre sepultamento e cremação, dependem, entre outros fatores, do peso do animal e vão de R$ 80 a R$ 600.

| 20.06.2008 | Fonte: JB Online - Site do Pet´s Garden

Cuidado no Grumari e Recreio Shopping!

Aconteceram roubos e assaltos no Grumari ,e, furto de carros do lado de fora do estacionamento do Recreio Shopping.

Temos noticiado alguns roubos e acontecimentos que nos fazem temer o aumento da violência na região do Grumari e Recreio dos Bandeirantes.

Já aconteceu que em uma perseguição bandidos fôssem intterceptados e mortos na Estrada da Barra de Guaratiba.

Tais fatos nos preocupam pois além da proximidade, alguns locais são muito frequentados por moradores de Guaratiba.

Girlene de Souza teve seu corsa 96 roubado no estacionamento em frente ao Shopping Recreio.

- Como a catraca do estacionamento do Shopping emperrou, não me preocupei e estacionei do lado de fora mesmo, afinal só ia fazer umas comprinhas, disse-nos arrependida por ter tido seu Corsa furtado. Depois acharam o carro no Cezarão todo depenado e sem o kit-gás.

No Grumari outra guaratibana, Miriam Regis, teve seu Escort Hobby 95, placa LAN 0657, furtado ao ir na praia do Grumari com sua filhinha.

Outros casos têem sido notificados na 16ª DP da Barra da Tijuca (Tel 3399-7140) que são pouco comentados. Um exemplo é que a pouco tempo, Rogério Luiz, um policial entrou em confronto com bandidos que tentaram assalta-lo.

E assim uma sucessão de assaltos que nem tomamos conhecimento vêem acontecendo na região. No mês passado, policiais do 31° BPM (Recreio) prenderam, seis homens que furtavam veículos na área da Praia do Grumari. Com a quadrilha, os agentes apreenderam dois carros roubados, um Corolla e um Pálio, dois coletes à prova de balas, quatro celulares e pequena quantidade de maconha.

Mas essas prisões, parece que ainda não tranqüilizaram completamente os freqüentadores da praia, assim, vale a afirmativa da vovó:

Cautela e caldinho de galinha não fazem mal a ninguém.

| 20.06.2008 |

Polícia estoura mais uma central "gatonet" na Pedra.

Enivaldo Nazareno Batista de Carvalho foi preso.

Uma central pirata de transmissão de TV a cabo foi desativada por policiais do Centro de Operações do Regimento de Cavalaria Eny Cony dos Santos (RPMont) na Rua Manoel Botelho, em Pedra de Guaratiba. Enivaldo Nazareno Batista de Carvalho, de 40 anos, suspeito de ser o responsável pelo ‘gatonet’, foi preso e encaminhado para a 35ª DP (Campo Grande).

Na casa, foram apreendidos decodificadores e cabos para a instalação dos pontos clandestinos de recepção. Aproximadamente 40 canais estavam sendo transmitidos para casas da região e outros estavam sendo decodificados para ampliar a rede, inclusive os que são pagos separadamente nos pacotes oficiais. Os dados dos clientes que contrataram o serviço pirata também foram retidos pela polícia para averiguação.

| 20.06.2008 |

Projeto Hortas Comunitárias abre novas inscrições.

O projeto Hortas Comunitárias é desenvolvido pela SMAS.

A Escola Carioca de Agricultura Familiar (Ecaf), vinculada à Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS), abriu inscrições para 60 vagas no projeto Hortas Comunitárias, realizado no núcleo da Fazenda Modelo, em Guaratiba, na Zona Oeste. Os interessados devem ir até 25 de junho a esta unidade, na Estrada da Matriz 4.445, das 9h30 às 11h30 e das 13h30 às 15h30.

O projeto Hortas Comunitárias é desenvolvido pela SMAS em parceria com a Obra Social da Cidade e o Governo Federal, e desde maio de 2005 já capacitou 606 pequenos agricultores e criadores de animais (coelhos, codornas e galinhas). Mais informações pelo telefone 2410-7177.

| 20.06.2008 |

Belo trabalho na Fazenda modelo.

Horto da prefeitura refloresta encostas de favelas e recupera dependentes.

Ainda jovem, Renato Orozimbo Lima começou a trabalhar como marceneiro. Mas aos 23 anos, o uso contínuo de drogas acabou por afastá-lo do trabalho e, aos poucos, ele viu sua vida ruir. Há oito anos recolhido por assistentes sociais da prefeitura, acabou sendo levado para a Fazenda Modelo. Aos poucos, conseguiu se limpar e, há três anos, recebeu um convite que mudou definitivamente sua vida: trabalhar no projeto Mutirão, que há 22 anos recompõe as encostas de Mata Atlântica degradadas da cidade. Hoje, ele trabalha no maior horto florestal municipal que existe no país.

Orgulhoso, Renato lembra que é daqui de Guaratiba que sai a maior parte das mudas do projeto Mutirão. O sucesso do programa pode ser medido pelo volume de unidades plantadas: cinco milhões. Se estas árvores fossem alinhadas, teria-se o equivalente a 10 mil Km plantados, 172 vezes a extensão da Avenida Brasil.

A maioria das árvores do programa foram plantadas nas encostas, quase sempre como parte integrante do programa de qualificação do entorno de favelas, o que funciona como limite para seu crescimento horizontal. Para driblar a ação de traficantes e de milicianos, a prefeitura contrata e capacita mão-de-obra nas próprias comunidades:

– O programa é bem visto pelos moradores – explica Cláudia Ribeiro França, gerente do programa de reflorestamento. – Nossa maior dificuldade hoje são os conflitos sociais. A forma que encontramos para driblar este problema foi contratar moradores nas comunidades para ter acesso a todos os locais. Se fosse uma empresa terceirizada, certamente não teríamos conseguido plantar tantas mudas.

Outros obstáculos ao programa, relata Cláudia, são a criação ilegal de animais em algumas favelas, excesso de lixo e queimadas causadas por balões, sobretudo nesta época do ano.

– Quase 60% dos incêndios são por causa dos balões. Os outros 40% acontecem porque colocam fogo na mata para fazer pastagem ou para se livrar do lixo mesmo.

O programa municipal é implementado em 93 comunidades, o que arregimenta quase 900 trabalhadores. Com o trabalho de formiguinha, o Rio de Janeiro já conseguiu recuperar 1750 hectares de Mata Atlântica. Para conseguir tantas mudas, existem quatro viveiros. Além da unidade em Guaratiba, existem hortos em Vila Isabel, Campo Grande e Grumari.

– Percebemos que este trabalho serve como um empecilho à expansão das favelas. É bom para o meio ambiente e para toda a cidade – afirma Cláudia.

| 20.06.2008 |