PortalGuaratiba

O portal da comunidade de Guaratiba.

Servindo à comunidade

Divulgando as notícias

Pedra de Guaratiba
Barra de Guaratiba
Ilha de Guaratiba

Uma breve análise-desabafo de um Brasileiro.

O episódio da Brasileira que se autoflagelou na Suíssa chama a atenção por um fato: deverá permanecer no país até a conclusão do inquérito.

No caso do jato Legacy que colidiu com o Boeing da Gol, matando uma centena e meia de pessoas, os pilotos "culpados" foram liberados quase imediatamente.

Quem trabalha em aviação ou já trabalhou, vê com clareza a responsabilidade do jatinho no acidente em que o Legacy colidiu com o Boeing da Gol. É querer tapar o sol com a peneira transferir para os pobres controladores a responsabilidade do acidente. Mas todos sabemos que entre o mar e o rochedo o marisco é que se ""ferra"", assim, foi até suave o resultado das "investigações", pois se o STF de Gilmar Mendes tivesse decidido sobre o assunto, provavelmente uma das comissárias que morreram seria a culpada e os passageiros teriam sido descuidados por embarcarem naquele vôo.

No caso da Brasileira que se autoflagelou na Suíssa, as autoridades como primeira providência, decidiram recolher o passaporte e retê-la até o final das investigações. O seu crime, foi tentar lucrar algum dinheiro com o episódio, não tanto quanto aquela grana que o Daniel Dantas roubou - seriam uns míseros trocados. Mas a atitude das autoridades sugere que os processos lá na Suíssa têm início, meio e fim, ou seja, um crime é cometido, as apurações e o julgamento são realizados e a punição exemplar é aplicada de acordo com a lei. Aqui no Brasil os processos só têm início e meio, não têm fim; o ato delituoso é praticado, o criminoso responde ao processo em liberdade, e continua em liberdade "ad-infinitum" (para sempre) porque a justiça Brasileira "falha" e "tarda", pelo menos para quem tem dinheiro para contratar um bom advogado ou tem prestígio no poder.

Neste ponto, fiquemos com a opinião de Jorge Hage, ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), que comanda o órgão responsável pela fiscalização de fraudes no uso do dinheiro público e pelo desenvolvimento de mecanismos de prevenção à corrupção.

- "A legislação processual penal brasileira é, para dizer pouco, retrógrada e ineficiente".

- "O principal problema do código, diz o ministro, é o número elevado de brechas legais que abrem caminho para recursos e, por conta disso, para processos que se arrastam por anos a fio sem conclusão".

- "É a presunção da inocência levada até às últimas consequências, um embaraço que foi legitimado recentemente pelo STF. Quem tem acesso a um bom advogado vai ver seu processo se estender por 15, 20 anos. E todos sabemos que criminosos do colarinho branco sempre têm acesso aos melhores escritórios de advocacia", disse.

Pessoalmente posso relatar duas experiências pessoais com a "Justiça Brasileira". A primeira aconteceu nos idos de 2005, quando meu nome "caiu" na Dívida Ativa da União porque eu fiquei devendo R$ 0,01 (um centavo) em 1978. Não é brincadeira! Um centavo! Vejam foto da cobrança! E todos sabem, até a receita, que isso foi decorrente de um erro de aproximação da antiga linguagem "Fortran" que era usada pelos computadores na época. Fui chamado na receita onde o funcionário também desconhecia a origem da dívida que aquela altura com multa, juros e correção já estava em R$ 265,63 (acabei pagando R$ 365,00). Quando reclamei com o funcionário da receita, disse-me ele:

- "Acho melhor o Sr. pagar essa pequena quantia e ficar satisfeito, porque tem gente que vem aqui, declara que não deve, não sabe nem porque estão cobrando e chegam até a chorar com o valor cobrado de R$ 10.000,00."

Outro diálogo sugestivo foi nesta semana com o advogado que me defende em um processo de bi-tributação do Imposto de Renda numa Vara Federal. Como no meu caso existe uma jurisprudência e um "acórdão" no STF (acho que é esse o termo) me dando razão, poderia ser simples o desfecho do processo. Então, quando perguntei ao advogado o prazo para conclusão do mesmo, aconteceu o seguinte diálogo, que transcrevo na íntegra:

- Dr., quando o Sr. prevê que teremos a solução do meu caso?

- O Sr. Tem alguma religião? Perguntou-me o advogado.

- Sim - Creio em Deus e em seu Filho Jesus. Respondi sem entender a pergunta.

- Pois então reze muito, porque Justiça Federal é o inferno na Terra, demoram décadas pra sair uma decisão. E não poderia ser ao contrário. Ali, os salários daqueles que decidem são milionários e independentemente de julgar ou não um processo, o deles está garantido! Disse-me o advogado embasado na sua experiência.

Saí cabisbaixo, engasgado, com a certeza de que este país, o meu Brasil, não tem mais jeito. São fortunas que escoam pelo ralo, denúncias de corrupção em todos os níveis. Hospitais e escolas roubados descaradamente por políticos e administradores sem escrúpulos. E quadrilhas de homens hipócritas que se assenhorearam não só de nossos bolsos mas de nossas mentes e de nossa vontade de gritar e espernear diante de tamanha pouca-vergonha.

Peço desculpas aos nossos leitores por essa página de desabafo. São assuntos que não tratam diretamente de Guaratiba mas que interessam a todos nós Brasileiros.

| 22.02.2009 |

Edições Anteriores do Portal (Ano 2009)

02/01 09/01 16/01 23/01 01/02 08/02 15/02

Lixo prejudica a pesca em Pedra de Guaratiba.

A reclamação dos moradores é que a pesca é afetada.

Café da Manhã Vida Feliz.

Realizado no Sítio Cantinho é Nosso.

Guaratiba se enfeitou para festa.

Ilha de Guaratiba está toda prosa enfeitada para a festa.

Estudantes e professores de Guaratiba discutem Meio Ambiente em Conferência Estadual.

A professora de biologia Célia Valério apresentou a proposta de um projeto sobre a importância de preservação do mangue, localizado próximo ao Ciep Heitor dos Prazes, em Pedra de Guaratiba.

"- Procuro também orientá-los sobre coleta seletiva de lixo e desperdício de água e energia - explicou. Célia estava acompanhada da delegada Juliana Souza, de 12 anos, presidente do Grêmio da escola."

"- Os outros alunos me ouvem muito - disse a menina. "

| 22.02.2009 |

Propaganda de Eduardo Paes emporcalha rua da Pedra de Guaratiba.

Morador indignado denuncia sujeira de correligionários do Prefeito.

Sou morador de Guaratiba, minha residência fica na Estrada da Pedra. esta estrada encontra - se muito suja e com o mato muito alto, um verdadeiro abandono. O que mais me deixou indignado é encontrar material de propaganda do Prefeito Eduardo Paes sendo queimado no meio da rua (perto do relógio digital e do pardal). O prefeito se preocupa em limpar a cidade de propagandas ilegais, derruba prédios, faz trabalhos loucos para chamar a atenção. Peço que o Prefeito venha aqui, na Estrada da Pedra, para limpar a sujeira que pessoas que ele contratou, fizeram em nossa estrada e bairro.

| 22.02.2009 | Ramiro Barboza - Leitor do Portal

Seu comentário é importante.

Nome
Email
Comentário
  

Melhor clipe mostrando Rapel na Pedra da Tartaruga. Parabéns.