PortalGuaratiba

O portal da comunidade de Guaratiba.

Servindo à comunidade

Divulgando as notícias

Pedra de Guaratiba
Barra de Guaratiba
Ilha de Guaratiba

Cada país tem o governo que merece, e o Brasil tem um Estado cara-de-pau.

O governo tenta encobrir suas deficiências com soluções rocambolescas e ridículas.

As soluções definitivas para os problemas do país não saem devido ao fato da nossa grana escoar pelo ralo da corrupção.

No caso da saúde, volta e meia o governo aperta as empresas de saúde complementar para atender esse ou aquele requisito, a ficar neste ou naquele patamar de preço, dentro desta ou daquela regra de atendimento, ou seja, tenta resolver o problema da saúde no Brasil às custas dessas empresas.

Seria muito diferente se o Estado investisse na saúde pública e proporcionasse atendimento de qualidade para todos, como acontece no Canadá, na França e na tão mal falada Cuba. Há pouco tempo assistimos a um filme do Michael Moore (SICKO) sobre o tema da saúde pública nos EE UU, sucateada por influência das empresas de saúde que subornaram políticos para agir dessa forma. Aconteceu naquele país o que está acontecendo no Brasil; estamos caminhando no Brasil para o caos, hoje, já instalado nos Estados Unidos, onde as Empresas se negam a procedimentos simples de cirurgia ou reparação, onde um dedo, uma perna ou a vida tem preço fixado. Se a saúde pública no Brasil fosse razoável, as empresas de saúde não encontrariam mercado para vender seu produto.

Com relação à educação é outra lástima. Querendo tapar o sol com a peneira, o governo estabelece cotas em universidades federais para negros, índios, pobres, pardos que tenham estudado em escolas públicas. Ou seja, faz uma divisão de raças proibida pela Constituição Federal que diz que todos são iguais perante a lei. , portanto, o favorecimento aos afrodescendentes, índios e pobres levanta a bandeira do racismo e da segregação onde por definição não deveria existir.

A solução final passaria pela observância da honestidade e vontade política de mudar esse país. Onde não se roubariam mais a merenda das crianças, onde materiais seriam comprados com isonomia com os que nós compramos, onde professores seriam bem pagos, onde a demagogia e medidas populistas de presentear professores com Lap-Tops deveriam ser evitadas, pois não acrescentam nada nesse universo de enganos e embaraços que estão mergulhadas as nossas escolas públicas. Pessoal técnico competente nós temos. Bons professores nós temos. Dinheiro para as mudanças nós temos. Só precisamos de políticos comprometidos mais com o bem estar do povo do que com seus bolsos.

Aqui em Guaratiba vemos um outro problema também ser resolvido de forma imoral. Como o Estado não se preocupa com a região, nossas ruas que começaram a ser abertas pelos Portugueses e Franceses no século 18, e se não fossem eles até hoje estaríamos indo para a cidade de canoa, pois os governos atuais não fazem absolutamente nada. Os calçamentos são das décadas de 50/60 e "de lá p´ra cá" nenhuma calçada foi feita, nenhum acostamento ou meio-fio foi colocado. Com exceção da Estrada da Cachamorra que mereceu uma pavimentação decente, mais nada foi feito em nossas ruas.

O Governo Municipal "resolveu" o problema do perigo que ronda os pedestres ao circular pelas ruas colocando dezenas, centenas de quebra-molas no caminho. Nunca se viu uma região com tantos quebra-molas e taxas. Não existem no Brasil ruas com tantos quebra-molas como em Guaratiba. E para infernizar mais ainda os motoristas, a Prefeitura parou de tapar buracos na região. Conclusão: - está muito difícil dirigir em Guaratiba. Quando não são os quebra-molas sem pintura como armadilhas para os motoristas, de repente surgem buracos que ontem não estavam ali, danificando suspensões e pneus.

| 22.03.2009 |

Edições Anteriores do Portal (Ano 2009)

02/01 09/01 16/01 23/01 01/02 08/02 15/02 22/02 01/03 08/03 15/03

Algumas ruas de Barra de Guaratiba estão há 30 dias sem água.

Moradores da região fizeram uma reunião com técnicos da CEDAE e escutaram desculpas como sempre sem contudo saírem com a solução. O fato é que a reunião não deu em nada e os moradores continuam sem água. Convidamos a todos reclamarem com a CEDAE,

| 22.03.2009 | Ouvidoria da CEDAE

Seu comentário é importante.

Nome
Email
Comentário
  

Reportagem sobre o loteamento irregular no caminho da Prainha.