PortalGuaratiba

O portal da comunidade de Guaratiba.

Servindo à comunidade

Divulgando as notícias

Pedra de Guaratiba
Barra de Guaratiba
Ilha de Guaratiba

Autoridades justificam inépcia procurando culpados entre as vítimas.

Consumidor é quem financia guerra do tráfico, diz Beltrame.

Uma cidade mal iluminada, mal cuidada, também é uma cidade que gera sensação de insegurança e facilita o trabalho dos marginais, diz Bethlem

O secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, comentou esta semana os confrontos entre policiais e traficantes na Ladeira dos Tabajaras, em Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro. Beltrame afirmou que a região é muito visada por traficantes, pois há um alto interesse nos pontos de venda de drogas que abrangem os bairros de Copacabana, Ipanema e Leblon. "Quem paga e financia isso tudo é quem consome drogas na zona sul do Rio", disse o secretário.

É fácil transferir a responsabilidade para a sociedade. Se fosse assim não seria necessário um especialista na Secretaria, qualquer um poderia ocupar o seu lugar, pois não haveria bandidos nem traficantes. A sociedade se comportaria bem e o traficante deixaria de vender cocaína e passaria a vender "cuzcuz" na praia, pois já estaria acostumado com a "coisa branca".

Da mesma forma os "choques de ordem" que a prefeitura do Rio vem realizando, demonstra que o Sr. Eduardo Paes Guerra não tem medida do ridículo. Depois que a desordem se instalou no Rio de Janeiro, é necessário com paciência e planejamento iniciar procedimentos que não permitam que essa desordem prospere, e não partir para providências que no mínimo parecem inócuas ante o caos total já instalado na cidade. As demolições de meia dúzia de prédios são atos que desviam a atenção da população do verdadeiro foco que é a ausência de planejamento e preocupação com o povo que o elegeu.

Mas o Sr. Secretário de Ordem Urbana sabe o que é preciso fazer. Antes de assumir a pasta dava a seguinte entrevista:

"- Uma cidade mal iluminada, mal cuidada, também é uma cidade que gera sensação de insegurança e facilita o trabalho dos marginais. Então a prefeitura tem um papel muito importante. Já vou procurar semana que vem o secretário Beltrame para que nós possamos traçar algumas ações em conjunto. Vamos trabalhar afinados, porque eu vou precisar muito dele e tenho certeza que vamos ajudar muito o governo do estado a reduzir os pequenos delitos. Eu não tenho a menor dúvida que a prefeitura pode colaborar muito para reduzir os pequenos delitos" - disse Bethlem.

Mas parece que isso não vem acontecendo, segundo as últimas notícias que nos chegam.

Recentemente lemos uma reportagem que fiscais da Prefeitura tiveram um "arranca-rabo" com freqüentadores do Baixo-Gávea por conta de cadeiras na calçada. Parece que o número de cadeiras estaria previamente definido, e o aniversário de uma das freqüentadoras obrigava uma cadeira extra. Não conhecemos exatamente a história, mas parece que foi mais ou menos isso. Um outro caso hilário é a questão das bicicletas no Catete, segundo notícia do Globo:

"Nem mesmo bicicletas escaparam da operação de ordem pública realizada na manhã da segunda-feira por fiscais da prefeitura e guardas municipais no Catete e no Flamengo. Pelo menos cinco bicicletas usadas para entregas a domicílio, que estavam presas em postes, foram levadas para um depósito da Comlurb".

Acontece que são ações mesquinhas e não deveriam estar presentes no pensamento dos administradores. Bons administradores pensam "grande", pensam no povo e em ações que resultem em benefício da coletividade. Buscam melhorar a qualidade de vida do povo e de todos os recantos da cidade que administram. Melhoram o calçamento, iluminam, desentopem bueiros, tapam buracos, protegem as encostas, limpam, cuidam das escolas, dos parques, dos hospitais sob sua administração.

E quais ações nesse sentido temos visto? Nada! Nenhuma notícia que realmente nos indique que o Rio de Janeiro está em boas mãos. Nada sinaliza uma boa administração. Até agora vimos fogos de artifício, foguetório, muita demolição mas nada sendo construído. Falta planejamento, falta uma política de segurança na Secretaria de Segurança do Sr. Beltrame, assim como falta uma política de ocupação do solo por parte da Prefeitura.

Guaratiba é fronteira da expansão urbana do Rio de Janeiro, todos nós sabemos que está sendo ocupada. Queiramos ou não é irreversível esta ocupação. Nossas praças estão pouco a pouco sendo ocupadas pela camelotagem, nossas encostas pelos casarões de classe média, nossas várzeas pelas favelas e em alguns casos nossos manguezais pelos condomínios. E onde está a Prefeitura na orientação dessa ocupação? Daqui a pouco vem o Eduardo Paes Guerra demolindo casas de classe média, querendo expulsar esse ou aquele comerciante.

A Prefeitura deve assumir como fato consumado a necessidade de ocupação de Guaratiba e planejar essa ocupação. Elaborar um PEU para a região e não guarda-lo em gavetas como tem acontecido, mas divulga-lo, se possível discutir com a sociedade representada pelos políticos eleitos pelos Guaratibanos. Planejar o traçado das ruas, dimensões, acostamentos, áreas comerciais e residenciais, áreas sob proteção, etc... E a Gerência de Planos Locais já faz isso, só que esses planos estão engavetados, o PEU de Guaratiba estava sendo estudado, mas nada ainda foi divulgado. Segundo o Plano Diretor antigo, Guaratiba é Área de Ocupação Assistida, mas assistida por quem?

Depois vem o Secretário de Ordem Urbana, Rodrigo Bethlem, dizer que fulano está certo e beltrano está errado e deve ter a casa demolida. Isto não é administração,isto é terrorismo.

| 29.03.2009 |

Edições Anteriores do Portal (Ano 2009)

02/01 09/01 16/01 23/01 01/02 08/02 15/02 22/02 01/03 08/03 15/03 22/03

Seu comentário é importante.

Nome
Email
Comentário
  

Como fazer página falsa do ORKUT para captura de senhas..