PortalGuaratiba

O portal da comunidade de Guaratiba.

Servindo à comunidade

Divulgando as notícias

Pedra de Guaratiba
Barra de Guaratiba
Ilha de Guaratiba

Notícias de Guaratiba

Lobo-marinho é resgatado das pedras na Prainha por bombeiros de Barra de Guaratiba.

O lobo-marinho foi levado para o RioZoo após ser encontrado na Prainha.

Um lobo-marinho foi encontrado na tarde da última terça-feira (18) preso no costão das pedras da Prainha.

Os bombeiros de Barra de Guaratiba resgataram o animal com ferimentos leves e o levaram para o RioZoo, em São Cristóvão, na Zona Norte da cidade.

Segundo a assessoria do zoológico, o bicho vai fazer exames que vão indicar se ele tem condições de ser devolvido ao mar.

| 25.08.2009 |

BuscaPé, líder em comparação de preços na América Latina

STJ determina que a Band indenize Xuxa.

R$ 4,1 milhões por mostrar fotos da apresentadora nua.

O Superior Tribunal de Justiça determinou que a Rádio e Televisão Bandeirantes pague indenização à Xuxa Meneghel no valor de R$ 4 milhões por danos materiais e R$ 100 mil por danos morais por terem sido mostradas em programa da emissora fotos da apresentadora nua, tiradas há mais de 20 anos para uma revista masculina.

O ministro Sidnei Beneti negou recurso da emissora, que pretendia discutir a competência da comarca do Rio de Janeiro para o processamento e julgamento do processo. As fotos foram mostradas no programa "Atualíssima", no dia 3 de março de 2008. Ao prestar depoimento na 48ª Vara Cível do Rio de Janeiro, a apresentadora mostrou-se triste e indignada. "Fiz as fotos aos 18 anos, no início da carreira. Só fui me tornar apresentadora aos 20 anos. Se pudesse voltar atrás, eu não faria novamente, por dinheiro nenhum", afirmou. "De qualquer forma, eu fiz um trabalho para uma revista de adultos na época, não para ser exposto na televisão agora", acrescentou Xuxa, de acordo com o STJ.

A apresentadora argumentou ainda que as fotos foram mostradas em um programa exibido no horário da tarde, horário em que as crianças, que são seu público, assistem à televisão.

A emissora alegou que a idéia era mostrar revistas antigas e raras, que têm alto valor de mercado, incluindo-se aí a revista na qual Xuxa apareceu nua. Alegou ainda que a veiculação das fotos não serviu para aumentar a audiência ou o faturamento do programa.

Para o magistrado, o fato de Xuxa ter feito as fotos espontaneamente "não pode deixá-la refém da exposição pública por toda a vida". A emissora apelou, mas o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro manteve a sentença.

O advogado da Band no caso, Alexandre de Alencar Barroso, informou por meio de nota que ainda cabem recursos aos pedidos de indenização de Xuxa:

"Os pedidos de indenização somente foram julgados pelo juiz de primeira instância. Os recursos da Band e da própria Xuxa contra a sentença sequer foram remetidos para julgamento perante o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. O Superior Tribunal de Justiça decidiu apenas que o processo continuará no Rio de Janeiro e não será enviado para São Paulo."

| 25.08.2009 | Fonte:

Atendimento gratuito para animais de estimação.

Diversos serviços são oferecidos exceto cirurgias ortopédicas.

Na foto o canil da Fazenda Modelo.

De segunda-feira a sábado, das 9h às 17h, o cidadão carioca tem à disposição os serviços do Centro de Proteção Animal (CPA) da Prefeitura do Rio, instalado na Fazenda Modelo, em Guaratiba. O local, mantido pela Secretaria Especial de Proteção e Defesa dos Animais (Sepda), oferece diversos serviços a animais domésticos, todos gratuitos.

O CPA realiza cirurgias de esterilização e atendimento clínico que inclui exames, vacinação antirrábica, medicação e orientação veterinária. A única exceção são as cirurgias ortopédicas, que não estão disponíveis na unidade.

Para ter seu bicho de estimação atendido, o dono deve apresentar identidade, CPF e um comprovante de residência no Município do Rio. Para saber mais detalhes a respeito das instalações e dos serviços do Centro de Proteção, o interessado pode ligar para 3402-5417..

Além do serviço de atendimento aos animais a Fazenda Modelo conta com abrigos para animais abandonados.

| 25.08.2009 |

BuscaPé, líder em comparação de preços na América Latina

Disputa por gatonet faz quatro vítimas na Ilha de Guaratiba.

Dois PMs foram presos e são suspeitos da chacina.

Quatro pessoas foram assassinadas a tiros, na tarde de sábado (22/08), dentro de um carro na Ilha de Guaratiba, num crime que pode estar ligado à disputa de centrais de TV a cabo clandestinas na região. Dois policiais militares foram presos próximo ao local, pouco depois da chacina, suspeitos de terem cometido os assassinatos.

Flávio Augusto de Almeida Santos, 15 anos, Luana Cristina Nascimento Ramos, 26 anos, Michel Barbosa, 19, e uma mulher não identificada foram mortos com tiros na cabeça e a pouca distância. Os corpos foram encontrados no Fusca placa EJP 9284, na Estrada da Ilha de Guaratiba. Uma pessoa foi ferida, mas sobreviveu. Ela correu para um terreno baldio na região, se jogou no chão e fingiu-se de morta. Ela foi levada para o Hospital Estadual Rocha Faria e liberada. Com as vítimas mortas foram encontrados dinheiro e fichas de cobrança de TV a cabo clandestina.

Pouco depois da chacina, PMs de uma patrulha do Regimento Coronel Enyr Cony dos Santos que haviam sido alertados por moradores sobre o crime, flagraram os irmãos PMs Emerson Meireles e Cleiton Meireles saindo do mesmo terreno e prendeu a dupla.

Emerson, lotado na Diretoria Geral de Pessoal da PM, e Cleiton, lotado no Batalhão de Policiamento de Choque, devem responder por homicídio e tentativa de homicídio. Com os irmãos, foram encontradas armas sujas de sangue.

Segundo o delegado da 43ª DP (Guaratiba), Renato Soares Vieira, a polícia investiga agora se Emerson e Cleiton estavam envolvidos na disputa pela exploração pontos de TV clandestina a cabo ou se estavam indignados com a cobrança pelo serviço na região.

| 25.08.2009 |Fonte:

Plano piloto da Barra está fazendo 40 anos.

Já não está na hora de pensar em um plano para expansão de Guaratiba?

Baixada de Guaratiba - linda e desprotegida.

Nesses quarenta anos, em que a ocupação dos areais da Barra da Tijuca seguia o Plano Lúcio Costa, a cada dia crescia o interesse da classe média emergente em se mudar para a Barra da Tijuca. Era uma região com avenidas largas, um plano de ocupação em que se considerava o tráfego, a ventilação entre os prédios, o gabarito máximo, etc... E todo o equipamento urbano posto à disposição para aquela nova fronteira urbana que surgia.

"Sorria, você está na Barra". O slogan na saída do túnel, que se tornou famoso, refletia o estado de espírito de quem chegava naquele bairro claro e ventilado tão diferente das ruas estreitas e úmidas da Zona Sul.

A Barra cresceu, e já não é mais ocupada pela classe média emergente da zona norte e bairros da Leopoldina. O Recreio com uma ocupação mais proletária, com apartamentos acanhados e prédios altos, que não refletem a preferência e conforto pretendido por quem alcançou os primeiros degraus da escala econômica e que ainda sonha com uma casa confortável para a família, mas que não possui recursos compatíveis com a compra de uma casa na Barra ou Recreio.

A solução é ir em frente mais 10 km e construir em uma região em que ainda é possível construir uma casa pela metade do preço, entre uma vegetação ainda bruxuleante e clima ameno. Pronto. Estabeleceu-se a última fronteira urbana do Rio, e os administradores que não têm a visão de um Negrão de Lima não se preocupam com essa ocupação, e a baixada de Guaratiba está exposta à ocupação predatória e especulativa que temos observado.

César Maia ainda esboçou uma tentativa de formalizar um plano para a região, mas foi imediatamente silenciado pelas forças econômicas que mandam na Administração Municipal, e seduzido pelo canto da sereia voltou-se para a construção de seu mega projeto da Cidade da Música, literalmente enterrando fortunas no solo instável da Barra.

| 25.08.2009 |

Livros, bibliotecas e a própria literatura serão reinventados com versão eletrônica de livros (e-books). .

Já faz algum tempo que estamos ouvindo sobre versões eletrônicas de livros, os chamados e-books. Os livros com versão eletrônica, disponibilizados na Internet, podem ser lidos usando o computador. Podem ser baixados em vários formatos e lidos sem dificuldade.

Alguns sites como o Calameo, que por sinal usamos para disponibilizar para nossos leitores a versão eletrônica de "Um Olhar Sobre Guaratiba", simulam até a passagem das páginas inclusive com o barulhinho característico.

Acontece que os computadores exigem que você permaneça sentado em frente à tela e não dá o conforto necessário na leitura. Um leitor de ebook, como o Kindle da Amazon, proporciona conforto e praticidade.

A novidade é que já temos um equipamento desse tipo totalmente desenvolvido no Brasil, Chama-se Mix Leitor D, o primeiro leitor eletrônico de livros com tecnologia de software totalmente brasileira e patente requerida no segmento de e-readers.

Depois de um ano de pesquisas, o aparelho foi criado pela Mix Tecnologia, empresa do polo digital do Recife, e pela Carpe Diem Edições e Produções, editora de livros e produtora da Festa Literária Internacional de Porto de Galinhas. Segundo os fabricantes, os primeiros modelos deverão ser comercializados a partir de junho de 2010 e o destaque será uma ferramenta educacional que proporá perguntas sobre o assunto que estiver piscando na tela.

Existem milhares de livros de domínio público, por exemplo, obras criadas de Shakespeare a Machado de Assis são todas de domínio público. Um outro exemplo seria Paulo Coelho que disponibilizou todos os seus livros para download, inclusive incentiva esse tipo de distribuição. São milhares de publicações na rede.

Um equipamento de e-reader com 4 GB deverá armazenar mais de 1000 obras, permitindo que o usuário monte e transporte sua própria biblioteca.

| 25.08.2009 |Site do Mix Leitor - D (e-reader brasileiro)

Policial acusado de participar de chacina em Guaratiba fazia segurança de Cabral.

Uma nota divulgada pelo Palácio Guanabara, afirmou que o policial militar Emerson Meirelles, preso neste sábado, acusado de participar de uma chacina que matou quatro pessoas e feriu uma, na Ilha de Guaratiba, fazia a segurança da família do governador do Rio, Sérgio Cabral.

"Não devemos ter receio nenhum. Nosso governo combate de maneira implacável a milícia e qualquer atividade marginal. Ele deve pagar a pena como qualquer outro assassino. No entender do nosso governo, policial bandido é o que ha de pior", afirmou Cabral. Abaixo segue a íntegra da nota.

"A Chefia do Gabinete Militar ja devolveu a Policia Militar o cabo da PM Emerson Meirelles, lotado na Diretoria Geral de Pessoal e, até então, um dos integrantes da segurança da família do governador Sérgio Cabral. O cabo vai responder a inquerito administrativo e a Inquérito Policial Militar (IPM). O governador determinou rigor maximo na punicao, que poderá culminar na expulsao do cabo."

| 25.08.2009 |Veja reportagem completa no G1 desta segunda feira