PortalGuaratiba

O portal da comunidade de Guaratiba.

Servindo à comunidade

Divulgando as notícias

Pedra de Guaratiba
Barra de Guaratiba
Ilha de Guaratiba

Notícias de Guaratiba

Finalmente, parece que agora o Túnel da Grota Funda sai do papel.

A Prefeitura do Rio pretende criar corredores expressos, nos quais trafegarão ônibus movidos a biodiesel e que deverão solucionar os problemas de transporte no Rio de Janeiro.

O nome desta tecnologia é BRT, ou seja, Bus Rapid Transit. Segundo os especialistas o BRT é uma forma flexível de transporte rápido sobre pneus, que integra diferentes elementos, como estações, ônibus especiais e pistas de rolamento que podem ser destinadas apenas à circulação dos ônibus, com faixas exclusivas ou somente com prioridade semafórica e dispositivo fura-fila.

Em janeiro o prefeito licitará o BRT que ligará a Barra da Tijuca à Santa Cruz, num corredor de tráfego rápido que será chamado Transoeste. O Transoeste terá 38,5 km de extensão, entre a Barra da Tijuca e Guaratiba e implicará a abertura do Túnel da Grota funda, com 1104 metros de extensão.

A expectativa da prefeitura é que a medida reduza o tempo de viagem entre Santa Cruz e a Barra da Tijuca e deverá atender 130 mil passageiros por dia.

Segundo especificações do projeto inicial será necessário a duplicação de um trecho de 18 km da Avenida das Américas, viadutos de 52 metros de extensão acima da Estrada Roberto Burle Marx, construção de uma ponte sobre o Rio Portinho e a abertura do Túnel da Grota Funda.

O Transoeste, avaliado em 300 milhões, será custeado pela prefeitura. Segundo a secretaria de Obras, o custo do BRT é um quinto do gasto em metrô. O início das obras está previsto para 2010. E se for este o caso, não havendo grana de particular, podemos prever que não haverá pedágio.

O mais estranho no projeto é que não foi prevista uma estação na descida da Serra da Grota Funda, deixando de fora milhares de moradores de Barra de Guaratiba e Ilha de Guaratiba.

| 25.11.2009 |Leia "Paes assina contrato com o BID para via expressa TransCarioca"

BuscaPé, líder em comparação de preços na América Latina

Ganância da Jabour extrapola o limite do bom senso.

Em dia de sol forte, vê-se longas filas de banhistas descerem dos ônibus na pequena praça em Barra de Guaratiba. Assombrados a cada verão, os moradores vêem aumentar o número de passageiros transportados pela Jabour.

Está escrito na Lei Orgânica do Município do Rio de Janeiro no seu artigo 392:

"Art. 392 - Os meios de transporte e os sistemas viários subordinam-se à preservação da vida humana, à segurança e ao conforto das pessoas, à defesa do meio ambiente e do patrimônio arquitetônico e paisagístico e às diretrizes do uso do solo."

Mas, segundo vemos nos finais de semana em Barra de Guaratiba, não estão controlando a segurança e o conforto das pessoas, tanto dos milhares de pessoas aglomeradas na pequena praça ao final do dia, como dos moradores infelizes por presenciarem aquela multidão aflita e desesperada de banhistas desavisados que deixam ali, naquela situação constrangedora, toda a felicidade obtida num dia de sol.

Dezenas de ônibus estacionados em Barra de Guaratiba

Ficamos estarrecidos diante de tamanho descaso com a vida da população. Até entendemos que os políticos de Ipanema, Jardim Botânico, Leblon, Copacabana e adjacências não se importem conosco, pois afinal somos um bairro pobre da periferia, mas o descaso que fazem com a população de outros bairros que aqui aportam é imperdoável.

De acordo ainda com o Art. 392, é obrigação da Prefeitura defender o meio ambiente e o patrimônio paisagístico, e vemos nessa situação que isso não acontece, pois a quantidade de lixo trazido por essa população flutuante fica por aqui mesmo, ali no lixão de Guaratiba, pertinho do manguezal e crescendo a cada dia.

Assim, desobedecendo à lei orgânica do município do Rio de Janeiro no seu art 392, deixando de seguir as diretrizes do uso do solo como prevê a lei, permite que o lixão com resíduos de milhares de habitantes de outros bairros do Rio estejam sendo depositados em nosso manguezal que é uma área de preservação, e como tal deveria ser defendida.

| 25.11.2009 |

Nosso querido Vaval abre seu restaurante Nomangue em Botafogo.

Texto e fotos Canal de Gastronomia do Site Sortimentos.com

Após sete anos na Barra da Tijuca, o Nomangue (Rua Visconde de Caravelas, 180, Botafogo), restaurante especializado em frutos do mar, chega com novidades na decoração e no cardápio. A filial da Zona Sul ganhou nova identidade visual, com decoração moderna dada aos dois andares do casarão antigo que remete a uma embarcação. A parte rústica do restaurante fica por conta das panelas de barro em que são preparados os pratos.

Priorizando o bom atendimento, a casa serve comida regional brasileira em ambiente aconchegante. O chef Vaval, que cresceu catando caranguejos no mangue de Barra de Guaratiba, hoje colhe os frutos do aprendizado com a mãe, a famosa cozinheira tia Penha. Junto à mulher, a também chef Juliana Nogueira, comanda o restaurante.

| 25.11.2009 |Mais informações: (21) 2225-4028

Operação Verão na Barra de Guaratiba prejudica o comércio da região.

Das 7h às 21h de amanhã, aos sábados, domingos e feriados, até 31 de março, a Operação verão na Barra de Guaratiba terá esquema especial de tráfego montado pela Secretaria Municipal de Transportes, conforme portaria divulgada ontem pela Coordenadoria de Regulamentação e Infrações Viárias.

Entre o número 8935 (Ponte Velha) da estrada Roberto Burle Marx e a Estrada do Canto da Praia, será controlada a via de acesso para estacionamento de veículos. Na falta de vagas, o acesso à praia fica restrito aos veículos dos moradores que dispõem de garagem e aos veículos de transporte coletivo e ou alternativo e táxi.

No mesmo período, fica proibido o tráfego de ônibus de turismo à Estrada Roberto Burle Marx, entre a Estrada do Canto da Praia e a Avenida Dom João VI - Rei de Portugal e Rei do Brasil, antiga Avenida das Américas no trecho de Guaratiba.

Veículos dos moradores e os utilizados em socorro e nas emergências têm trânsito livre.

Simplesmente impedir o acesso de veículos nunca será a solução. Ao informar o destino, o motorista poderia ser liberado com a informação de que se estacionasse em local proibido teria seu carro rebocado. De modo geral o comércio local tem espaços para estacionar veículos de seus clientes.

Infelizmente, vários banhistas com automóveis conseguem passar pelo bloqueio e infernizam os moradores, estacionando em frente a garagens e nas ladeiras bloqueando o tráfego.

E aí nesse ponto não existe ninguém que possa resolver o problema, a solução é esperar o engraçadinho voltar de seu banho de mar.

Se ao contrário a polícia militar e as autoridades controlassem o tráfego, mas tivessem alguns reboques de plantão e uma área de depósito para rebocar quem estivesse irregular, em uma ou duas semanas o problema de Barra de Guaratiba estaria resolvido sem ocupar vários policiais nos bloqueios.

| 25.11.2009 |

BuscaPé, líder em comparação de preços na América Latina

Hospital Miguel Couto conectado a médicos no posto da Ilha de Guaratiba.

A Prefeitura do Rio e o grupo Telecom Italia apresentaram no último dia 14, pela manhã, um projeto de telemedicina considerado inovador em termos de saúde pública no Brasil. O anúncio foi feito durante a inauguração da primeira Clínica da Família, em Realengo. Na ocasião, o prefeito Eduardo Paes, o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, e o vice-presidente da Telecom Italia para a América Latina, Carmelo Furci, assinaram um termo de cooperação para o funcionamento do programa como piloto, por seis meses, no sistema de saúde pública municipal. O teste está sendo feito em dois postos de saúde na comunidade Santa Marta e na Ilha de Guaratiba, que se conectam ao centro cardiológico do Hospital Miguel Couto, na Gávea.

O projeto combina conexão à internet e telefonia móvel da TIM, que pertence à Telecom Italia. Ele consiste em transmitir os eletrocardiogramas realizados nos postos de saúde para o Miguel Couto, de onde os cardiologistas fazem o laudo à distância e o compartilham com a equipe das unidades de atendimento. O sistema é de simples utilização. Um eletrocardiógrafo portátil, certificado pela Anvisa, é conectado a um celular comum com o software embarcado responsável pelo envio das informações do exame à plataforma. O cardiologista, então, pode ter acesso a essas informações em qualquer local com conexão à internet. Após analisá-las, o especialista, através da mesma plataforma, fornece o laudo e recomendações, que podem assim ser consultados pelo médico ambulatorial também via web.

Com isto, o paciente só é encaminhado ao hospital se o laudo indicar essa recomendação, diminuindo a demanda de atendimento, e quando chega já é encaminhado diretamente ao tratamento apropriado. Além disso, pelo equipamento ser de fácil portabilidade, o serviço poderá evoluir para o homecare (atendimento domiciliar de saúde), podendo ser levado para onde o paciente está, no caso de ele não poder se deslocar.

| 25.11.2009 |

Casa do Atleta Paraolímpico – o Superar adquiriu um terreno, com edificações, em Guaratiba

O Instituto Superar, ONG responsável pelo Mundial de Natação, vai criar um Centro de Treinamento para 16 modalidades paraolímpicas.

As obras em Guaratiba, devem começar após o fim do campeonato, em 7 de dezembro. Já foram vendidas quatro cotas para patrocinadores.

Segundo Marcos Malafaia, presidente da entidade, será a primeira instalação desse tipo 100% adaptado da América Latina. "Eu já havia desistido porque estava muito difícil conseguir dinheiro. Mas, quando saiu a decisão sobre 2016 [eleição do Rio como sede dos Jogos], meu telefone não parou de tocar", afirmou Malafaia.

Antes de arrecadar a verba necessária para construir o CT, instituto usou o local para a Casa do Atleta Paraolímpico.

A ideia era transformar a propriedade em alojamento para atletas em diferentes fases de treinamento. As atividades eram feitas em instalações da prefeitura, no Complexo Miécimo da Silva.

Para organizar o Mundial de natação em piscina de 25 m, a ONG conta com seis patrocinadores.

O Superar é gestor dos direitos de imagem de boa parte dos principais atletas de ponta do país, como os nadadores Daniel Dias e André Brasil, além de outros medalhistas nas Paraolimpíadas de Pequim-2008, Atenas-2004 e no Parapan do Rio, em 2007.

| 25.11.2009 |