Notícias de Guaratiba

Primeiro Grupo de Apoio Comunitário de Pedra de Guaratiba

Publicado em 03.05.2010

Jovens de comunidades como de Pedra de Guaratiba ou outros sub-bairros da região que não têm oportunidade de desenvolvimento nem inserção social através das letras, artes ou esportes, que não têm as mesmas oportunidades das comunidades protegidas pelo Estado, podem, se bem orientados e compreendidos, prestar inestimáveis serviços aos seus vizinhos e as suas comunidades.

O Primeiro Grupo de Apoio Comunitário de Pedra de Guaratiba é um exemplo local de como se podem inserir jovens da comunidade que por não ter o que fazer, fazem peraltices e molecagens para distrair e tomar seu tempo. É bem verdade que no passado as peraltices eram mais amenas que empunhar um AK-47 ou servir de avião aos gerentes do tráfico, como se vê hoje em alguns locais do Rio.

Wladimir, hoje é o responsável direto pelo Grupo de Apoio Comunitário de Pedra de Guaratiba. O Grupo além de prestar inestimáveis serviços à população é o principal parceiro e membro da Defesa Civil do Estado. Mas não foi sempre assim. Wladimir conta que a Sede do Grupo ao lado da COMLURB era anteriormente um Posto Policial ao qual seu pai recorreu várias vezes para segurar as peraltices dele, como ele mesmo nos conta:

- " Aprontava todas, e certa feita esvaziamos o pneu do carro do Dr. Carlos Alberto Nascimento que veio almoçar no Candidos ".

Isso aconteceu mais ou menos na década de 80. O Dr. Carlos Alberto, na época era Administrador Regional de Campo Grande e ao encontrar conosco, persuadiu-nos a ajudar a Administração em trabalhos para a comunidade, tais como vacinação dos cães, etc... Mexeu com os brios da garotada dizendo que pareciam meninos tão educados e deveriam se portar como tal.

Essa é a visão de um verdadeiro administrador, pois após várias campanhas, palestras, cursos, etc... Foi fundado o Primeiro Grupamento Comunitário com a turma peralta de antes. Assim começou um movimento pelo qual passaram mais de 220 jovens, sempre ajudando quando possível, onde todos, mesmo com outros empregos e afazeres permanecem ligados ao Grupo. Vez por outra, esses antigos membros do GAC, visitam para matar a saudade ou prestar ajuda naquilo que for possível. Basta uma calamidade ou necessidade premente que o GAC aciona esses voluntários e recebe deles ajuda dentro da especialidade de cada um.

Conhecemos na sede do GAC Fábio dos Anjos que disse estar ali, junto com o grupo desde os 15 anos de idade, e hoje apesar de ter seu emprego, nas sua folgas vem dar uma "força":

- "Afinal somos todos amigos e nos sentimos aqui como uma família, volta e meia quando tenho folga dou plantão por aqui e ajudo no que posso."

Primeiro GAC/Defesa Civil - Rua Belchior da Fonseca, 167, Pedra de Guaratiba - Tel 2417-3742