Notícias de Guaratiba

Pólo de Guaratiba é inviável sem ligação efetiva com a Barra da Tijuca.

Publicado em 07.01.2010

Secretário Marcelo Henrique Costa

No apagar das luzes de 2009, o Secretário de Desenvolvimento Econômico Solidário Marcelo Henrique da Costa visitou Barra de Guaratiba acompanhado por representantes do Sindicato de Hotéis, Bares e Restaurantes e SEBRAE. Na ocasião afirmava que Barra de Guaratiba tinha as características necessárias para formação de um pólo gastronômico, bastando para isso que 12 empresários do ramo se interessassem na formação do Pólo mediante uma parceria com os órgãos responsáveis pela governança e sustentabilidade dos serviços.

Para formação de um pólo, a Prefeitura através da Secretaria de Desenvolvimento Social coordena sua governança em parceria com o SEBRAE, o Sindicato de Hotéis, Bares e Restaurantes - SINDRIO, a Associação comercial e Fecomércio. De modo geral, são pessoas especializadas em gestão, qualificação profissional e marketing empresarial que promoverão um programa de cooperação empresarial, geração de emprego e renda, desenvolvimento econômico e revitalização da região.

Realmente, qualquer tentativa de profissionalização e formalização dos serviços prestados na região é válida, entretanto devemos ter em mente que hoje existe uma grande dificuldade de acesso à região pelo mercado consumidor proveniente da Zona Sul e Barra da Tijuca, somente é viável o acesso por carro, dificultando, e muito a expansão dos negócios.

Durante toda a semana os restaurantes de Barra de Guaratiba ficam "às moscas", devido a essa dificuldade. As feiras promovidas no Rio Centro, a ocupação dos hotéis da Barra da Tijuca e turistas que visitam o Rio de Janeiro, se não estiverem com condução própria não poderão desfrutar de nossas delícias, e todos sabem que a única ligação efetiva que temos é com Campo Grande, que fornece apenas uma pequena parcela de consumidores, e mesmo assim só nos finais de semana.

Com relação ao pólo turístico, esse, fica mais inviável ainda, pois o fato de não termos uma ligação efetiva com o centro do Rio isola a região e faz com que o turista que chega a cidade pela rodoviária Novo Rio ou aeroporto desista de vir para Guaratiba. O ônibus 387 - Marambaia não tem horário, e trafega com intervalos de até duas horas, isso quando o motorista para no ponto. Um turista que chegue à Rodoviária Novo Rio deve se deslocar para a Alvorada, pegar o 854 ou outro ônibus que passe no pé da Serra da Grota Funda, e se não for final de semana poderá tomar o ônibus para Barra de Guaratiba. Finais de semana, no verão, nem pensar...

BuscaPé, líder em comparação de preços na América Latina