Notícias de Guaratiba

Famílias de baixa renda que perderam suas casas podem solicitar ajuda da Prefeitura

Publicado em 12.04.2010

Por toda a região metropolitana do Rio de Janeiro aconteceram tragédias conforme temos visto nas dezenas de reportagens que foram feitas na mídia impressa e televisiva. Mas parece que as autoridades somente se dão conta da penúria ou da necessidade por que passa uma família, quando o número de desabrigados na região é tal que necessitam concentrar esforços ali senão a própria mídia e a opinião pública reclamam esse atendimento.

Assim foi o caso de Jardim Maravilha que já no primeiro dia de chuva recebeu a atenção do Jornal Extra, até porque sabiam que ali a coisa ia ficar feia pois a tragédia já tinha sido anunciada quando o CEPAG convocou o João Buracão para uma visita ao local, onde existia um canal assoreado. O portal já na terça feira (6/04), dia de nossa última edição, anunciava a reportagem feita pelo jornal e a coleção de fotos da enchente, brilhantemente documentada pelo fotógrafo Jadson Marques.

A partir dali os desabrigados na região foram acomodados no CIEP Mario Vaz onde ficaram 5 famílias em cada sala, na Igreja Evangélica Moção do senhor, na Igreja Católica Paróquia de Santa Clara e na Assembleia de Deus Santa Clara. Desde então a Prefeitura através do trabalho das assistentes sociais do CRAS (Centro de Referência da Assistência Social )Maria Vieira Bazani que atende Guaratiba vem atendendo essa população. Aquelas famílias albergadas que por algum motivo não possam voltar para suas casas serão cadastradas para receber o aluguel social, que é uma ajuda provisória que a prefeitura dá para famílias de baixa renda desabrigadas pelas enchentes.

Entretanto muitas outras famílias que perderam suas casas em Guaratiba, mas de forma pontual, ou seja, distantes de uma comunidade ou não atingidas por uma enchente coletiva não receberam da prefeitura e das assistentes sociais a mesma atenção, até porque seria difícil localizar a todos sem que nada fosse notificado. Aquela família de baixa renda, atingida pelos últimos temporais que teve sua moradia atingida por queda de barreira ou enchente ou devido às chuvas perdeu sua moradia, ou está em área de risco, mesmo que não esteja num abrigo da prefeitura deve procurar o CRAS (Centro de Referência da Assistência Social) Maria Vieira Bazani que atende Guaratiba na Estrada da Matriz, 4445 - Guaratiba (Fazenda Modelo) e notificar sua condição de desabrigado e requerer o que porventura tenha direito.

Outras informações podem ser obtidas por meio do telefone do CRAS (2410 7669), da Ouvidoria da SMAS, no telefone 3973-3800, das 10h às 17h.