Notícias de Guaratiba

Linha 11 - O Bonde da Ilha de Guaratiba

Publicado em 15.06.2010

O bonde da linha 11 ligava Campo Grande a Ilha de Guaratiba. Havia só um par de trilhos, ou linha única para os dois sentidos, ou seja, tanto para vir para Guaratiba quanto para ir para Campo Grande o bonde percorria a mesma via, sendo necessário, portanto desvios em alguns lugares de maneira que fosse possível o bonde que "ia" passar pelo bonde que "vinha", e para isso, às vezes, um aguardava nesses locais a passagem do outro.

Na linha que ia de Campo Grande para o Monteiro, existia um desvio no "Pau-Ferro", que ficava onde já funcionou a torrefação do Café Câmara e hoje virou o condomínio chamado Atlantis. Existia um outro desvio na "Língua da Sogra", onde hoje a Estrada do Monteiro vira duas pistas, no "Brito".

Indo para a Pedra, havia um desvio em Santa Clara, perto do Jardim Maravilha. O bonde da Ilha passava pelo Largo do Monteiro - onde ainda existe a estação do Bonde na bifurcação onde se encontram a Estrada do Magarça e a Estrada do Mato Alto e seguia até a Rua Campo Formoso, que fica depois da Igreja N. S. Conceição, à esquerda (antiga Reta da Ilha). Depois, pegava a Estrada do Mato Alto (antiga Morro Alto) e ia até o Largo da Ilha, de onde voltava para Campo Grande.

Muita gente desconhece, mas a Estrada do Mato Alto na altura da Fazenda Modelo, onde fica a lombada eletrônica, um pouco antes do trevo da Pedra de Guaratiba, ainda se chama "Caminho do Bonde",

O prédio da estação e abrigo do bonde está sob administração da COMLURB, e devido a sua importância histórica deveria ser preservado. Hoje, apesar de estar como era nas décadas de 50/60 encontra-se em ruínas com infiltrações e plantas nascendo sobre sua estrutura.

Compartilhe essa notícia