Opinião

A verdadeira ocupação

Publicado em 15.12.2010

Texto: Sergio Mello - Editor do Portal Guaratiba.

Quando os heróis se retiram, quando os mortos e feridos são arrastados do campo de batalha, quando a guerra termina, quando os fuzis e as armas silenciam, a verdadeira ocupação começa. Assim foi com todos os impérios da antiguidade, que ofereciam aos povos subjugados serviços e organização social que antes não possuiam, num total reconhecimento à superioridade organizacional e logística, e deve ser assim nos dias atuais, com as autoridades do estado e do município oferecendo aos moradores das áreas ocupadas, serviços que nunca foram oferecidos anteriormente.

O Prefeito Eduardo Paes assim que acabou o conflito nas favelas da Penha, afirmava que prepararia um plano de ação com serviços da Prefeitura para os complexos da Penha e do Alemão. Em uma entrevista à Globonews, o prefeito afirmava que o reveillon e o carnaval do Rio em 2011 seriam considerados o Reveillon e o Carnaval da liberdade, explicou que a invasão de serviços sociais começaria assim que o secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, sinalizasse o momento certo para a entrada da prefeitura. Dizia êle na ocasião:

- Vamos fazer uma invasão de serviços sociais. Vamos transformar essas duas comunidades num exemplo de prestação de serviços da prefeitura. Estamos mapeando tudo que temos lá dentro. Vamos entrar, inicialmente, com a Comlurb que fará uma grande faxina para deixar as ruas mais limpas que as do Leblon. Além disso, nenhum morador ficará sem o Médico de Família. Estou autorizando a reforma das escolas e a construção emergencial de creches. Vamos instalar também Clínicas da Família nas comunidades.

Assim é que temos visto as autoridades tratarem com mais respeito à população daqueles bairros. Até porque o desgaste político de uma nova ocupação pelos bandidos seria inevitável, tendo em vista que o abandono dos bairros inevitavelmente levaria a esse retorno da bandidagem.

Mas e os outros bairros da cidade? Será necessária uma calamidade como essa que se abateu sobre o Morro do Alemão para que as autoridades acordem para a necessidade de oferecer serviços à população? Temos em nossa região de Guaratiba carência de tudo, desde escolas decentes, creches, até intervenções urbanísticas as mais simples como meios-fios e placas de ruas. Nada tem sido feito por aqui desde a década de 50 quando foram pavimentados precariamente alguns caminhos de burro que tínhamos na região, sem nem sequer colocarem os meios-fios.

Escolas como a Euclides Roxo, Ana Nery e Leôncio Correa em Guaratiba são casas de família adaptadas ao serviço escolar que nem chegam a parecer escolas. A Escola Vieira Fazenda é um eterno jogo de empurra entre o Exército e o Município, um diz que não reforma porque não usa e o outro diz que não reforma porque usa, mas não é dono, e enquanto isso as crianças ficam estudando em espaços adaptados.

Continuamos aguardando a construção de nossa Administração Regional de Pedra de Guaratiba. Parece que o único serviço que realmente funciona na região e que podemos nos orgulhar é o da COMLURB que mesmo tendo de dar conta dessa imensa região, faz o que pode para manter limpas e roçadas as principais ruas, que apesar de não possuirem calçadas ou acostamentos permanecem com seu mato roçado pelas máquinas eficientes da COMLURB.

Nossos jovens não possuem nenhuma opção de cultura, lazer ou esporte. Nossas poucas praças descuidadas e com pouca iluminação oferecem um grande pátio para o envolvimento e tráfico de drogas. Enquanto isso os bailes funk, pagodes, forrós e bebedeiras se alastram pela noite arrebanhando muitos de nossos jovens e crianças para ambientes promíscuos e insalubres.

As autoridades ao abandonarem a região de Guaratiba, ao mesmo tempo em que ocupam as regiões atualmente contaminadas da cidade, estão dando um recado aos bandidos para que se mudem para cá, pois aqui não serão incomodados, até o ponto em que teremos uma nova batalha, dessa vez aparecerá em letras garrafais na grande imprensa: "Polícia e Exército encontram dificuldades para deter bandidos nas matas e recantos de Guaratiba".

Esperamos que as autoridades do estado e do município ocupem Guaratiba antes que a bandidagem da Zona Norte acuada aqui se instale.

Compartilhe essa notícia