Notícias de Guaratiba

Devastação da mata atlântica no Morro do Cabuçu em Guaratiba

Publicado em 19.07.2010

Em denuncia ao Ministério Público, o CEPAG - Centro de Ações Estudos e Projetos de Guaratiba aponta as irregularidades que estão acontecendo no Morro do Cabuçu e Morro do Chacrinha em Guaratiba. Segundo a instituição, o local fica entre a bifurcação da Rua Leônidas com a Travessa Maurício e a última travessa da Rua Olavo Gama.

Após uma denuncia recebida por email, o CEPAG encaminhou uma equipe de técnicos para verificação "in loco" das ocorrências e constatou o trânsito de caminhões lotados de barro e terra que transitavam pela Rua Leônidas destruindo o asfalto e poluindo o ar. O acesso dos caminhões e dragas dá-se pela Rua Leônidas, em frente a Michelin e próximo ao Largo do Correia.

De acordo com o documento a que tivemos acesso, trata-se da construção de um loteamento irregular surgindo na área, no que foi pedida uma intervenção ao Promotor de Justiça de Tutela Coletiva - Proteção do Meio Ambiente e Patrimônio Cultural da Comarca da Capital.

Em entrevista ao Portal Guaratiba a diretoria do CEPAG entregou o ofício encaminhado ao Ministério Público e solicitou nossa colaboração na divulgação das ações da instituição:

-"Atuamos diretamente ou provocamos o poder público para soluções de transporte urbano na região (Linha 866 Brisa, Pingo d'Água, 381, BRT, Túnel e Estação da Grota Funda), manutenção de um destacamento dos bombeiros na região, o Centro de Referencia da Assistência Social, Arborização do Canteiro Central da Estrada da Matriz no Piraquê, arborização de duas praças dentro do Vila Mar, Iluminação do Caminho do Poder da Boa Vontade, lombada eletrônica na Estrada da Matriz e Mato Alto, a desocupação da área próximo a Fazenda Modelo, o fim das atividades da pedreira do Catruz, o saneamento básico em Pedra de Guaratiba, a pavimentação do Caminho do Portinho", pontua a Senhora Neli Almeida, atual presidente do CEPAG.

-"Mas precisamos de apoio da população e comerciantes da região para continuarmos nossa ação em prol de Guaratiba. Precisamos que as pessoas se associem ao CEPAG para que a instituição se torne viável e atuante", acrescenta Alexandre Pantaleão Diretor de Assuntos Institucionais.

Ofício do CEPAG ao Ministério Público

Compartilhe essa notícia