PortalGuaratiba

O portal da comunidade de Guaratiba.

Servindo à comunidade

Divulgando as notícias

Pedra de Guaratiba
Barra de Guaratiba
Ilha de Guaratiba

Editorial do Portal Guaratiba

Atualização semanal - Editorial publicado em 12.02.2010

O esvaziamento nosso de cada dia

A cada dia nos tornamos mais descrentes das instituições.

Texto: Sergio Mello - Editor do Portal Guaratiba. Foto: Web

Um desânimo toma conta da população, quando a justiça além de lenta, falha; os políticos olham muito mais os seus bolsos do que o interesse do país e do povo, e o próprio cidadão omisso das questões sociais passa a olhar para seu umbigo.

Será necessária uma grande revolução neste país. Não uma revolução de armas, mas uma revolução ética. Uma revolução dos costumes e dos objetivos de cada cidadão. Uma revolução na educação e em todos os aspectos importantes ao bem estar social.

A justiça no Brasil precisa fazer justiça. O malfeitor deve entender que seu desregramento, sua ganância, seu despudor não serão tolerados pela sociedade. Os homens de bem deverão ser valorizados em detrimento dos desonestos. E cada político ladrão deverá ser trancafiado. Não se pode tolerar por mais tempo a dissimulação de atos administrativos desonestos por não ter quem os julgue, pois a corja é bem maior do que se pensa.

Em tese é preciso que cada pai de família ao retirar da alimentação e educação de seus filhos o correspondente a três ou quatro meses de salário para entregar ao governo, deve pelo menos ter a certeza de que não será desperdiçado, não será desviado e sim aplicado em benefício dos menos favorecidos, em socorro social e em obras estruturais que permitam o desenvolvimento do país.

O cidadão ao olhar o exemplo que vem de cima, daqueles a quem elegeu, dos seus líderes, passará não só a respeitá-los como também passará a ter maior responsabilidade pelo seus atos. Cuidará de sua rua, de seu bairro, de sua família como nunca se cuidou nesse país. Um só ato que agrida o direito do cidadão elevará vozes que aplainarão o caminho da justiça e permitirá que cada qual ao ver a indignação da sociedade se junte a turba que grita e o som alto será ouvido nas esferas superiores que por força dessa população indignada derrogará aquele ato infame.

Assim, a cobrança de pedágio que se pretende fazer no Túnel da Grota Funda, pela sua ilegalidade e ignomínia, desonesta medida de economia de recursos públicos que serão desperdiçados com certeza no futuro que se avizinha em obras supérfluas que estamos acostumados a ver, essa cobrança, não seria recebida com tanta passividade e silenciosa aceitação pelo povo de Guaratiba.

Fala cidadão(ã)

Atualização semanal - Coluna Fala-cidadão(ã) publicada em 12.02.2010

Sobre mobilidade urbana e justiça social.

Texto:Ronaldo Inácio de Andrade. Foto:Web

Como noticiado recentemente, as autoridades constituídas (não sei se da Prefeitura ou Governo do Estado) implantaram finalmente o BILHETE ÚNICO que beneficia a milhares de usuários do transporte que procedem da Baixada Fluminense e cidades limítrofes, ao valor de R$4,40 através da integração com meios de locomoção no Rio.

Enquanto isso, os moradores de Pedra de Guaratiba, bairro litorâneo da zona oeste localizado dentro da cidade do Rio de Janeiro, não possuem sequer uma linha de ônibus que siga as regras da Prefeitura para a tarifa modal, ao valor de R$2,35 para a população de lá ao Centro da cidade.

Apesar de solicitações virem sendo efetuadas a mais de cinco anos, permanece uma empresa única cobrindo a percurso Castelo-Pedra de Guaratiba (linha 381) que só possui carros com ar condicionado ao absurdo preço de único de R$4,70. Aos que não quiserem se submeter a essa linha que possui itinerário absurdo e que dá a volta pelos quatro cantos da cidade antes de chegar a Guaratiba (a viagem dura por vezes até 3 horas), resta a opção de uso da linha de frescão Castelo-Santa Cruz (ao valor de R$9,00) ou fazer baldeação na Barra (terminal Alvorada) de onde partem ônibus para o Centro (via zona sul ou linha Amarela) que já saem lotados daquele ponto. Que praticidade vocês não acham?

BuscaPé, líder em comparação de preços na América Latina