PortalGuaratiba

O portal da comunidade de Guaratiba.

Servindo à comunidade

Divulgando as notícias

Pedra de Guaratiba
Barra de Guaratiba
Ilha de Guaratiba

Editorial do Portal Guaratiba

Atualização semanal - Editorial publicado em 23.02.2010

Guaratiba se tornou o paraíso de turistas porcalhões.

Infelizmente visitantes que vieram passar o Carnaval em Guaratiba e alguns moradores mal educados deram o exemplo de como está a educação do brasileiro.

Texto: Sergio Mello - Editor do Portal Guaratiba. Fotos: Portal Guaratiba

Turistas que dizem preferir o turismo "ecológico" e acampam em nossas praias virgens, se drogam nas trilhas, defecam e tomam banho nas nascentes. Afinal são pessoas mal educadas que procuram as regiões abandonadas pelas autoridades para viver seu sonho de devassidão e descontrole.

Após o Carnaval ou feriados prolongados de verão é sempre a mesma coisa: toneladas de lixo são retiradas das ruas e praias de Barra de Guaratiba. São milhares de garrafas pet, todo tipo de lixo, sacos plásticos com restos de comida, jornais, papéis diversos, milhares de copos plásticos, latas e tudo que é inservível nesses dias de carnaval.

Todo lixo recolhido em Barra de Guaratiba, por exemplo, inclusive o lixo produzido normalmente pelos moradores fica provisoriamente em um lixão no meio do manguezal à espera de transporte pelos caminhões da COMLURB, o que acontece periodicamente. Mesmo após a retirada, como o volume é enorme, sempre fica algum resíduo que de certa forma contamina nossa região. É inevitável que os animais e o vento desloquem parte desse lixo para dentro do manguezal. A cada dia vemos aumentar a quantidade de bolsas plásticas dentro do mangue, não só por causa desse lixão, mas devido também ao fato de que alguns moradores das margens jogam sacos plásticos com lixo no mangue, inclusive prática que já presenciamos.

Foto: Lixão de Barra de Guaratiba no manguezal

.

A COMLURB se esmera e logo nas primeiras horas da manhã vemos dezenas de garis varrendo as ruas e retirando os entulhos. São sacos e mais sacos de lixo que se amontoam nas esquinas e nos caminhões.

Comlurb retirando toneladas de lixo no Largo da Ilha na segunda feira de Carnaval

As trilhas das famosas praias virgens de Barra de Guaratiba não têm a mesma sorte que as regiões centrais de Guaratiba tais como o Largo da Ilha de Guaratiba, Praça do Coqueirinho na Pedra de Guaratiba, Praça Raul Barroso, e outras. As trilhas e as praias do Perigosinho, do Meio e Funda permanecem durante um bom período depois do Carnaval com a ressaca de lixo, poluentes e fezes dos pseudo-ambientalistas drogados e porcalhões. Leiam a coluna Fala Cidadão, logo abaixo, nesta edição do Portal.

Apesar das praias virgens de Guaratiba estarem em área de proteção ambiental, as autoridades efetivamente não exercem nenhuma proteção, e todo o complexo de praias está ao "Deus dará", ou seja, por conta única e exclusivamente daqueles que as freqüentam, e como nessa época quem freqüenta não tem nenhum escrúpulo e compromisso com nossa região, pode-se admirar um festival de absurdos sem nenhum controle das autoridades, até que uma desgraça venha a acontecer.

As ruas e praças de Guaratiba não tiveram melhor sorte, e ficaram completamente sujas e mal-cheirosas após o bloco passar. Ficou a impressão que o folião de Guaratiba só consegue se divertir em meio ao lixo e à sujeira. A Prefeitura do Rio, num gesto de sensatez, que já não era sem tempo, passou a multar e prender quem urinasse nas ruas, e parece que começou a dar certo, mas ainda é pouco, precisamos muito mais ordem por aqui. Será que no ano que vem a Prefeitura vai nos ajudar?

Fala cidadão(ã)

Atualização semanal - Coluna Fala-cidadão(ã) publicada em 23.02.2010

Descaso da população e do poder público destroem encantos de Barra de Guaratiba.

Texto:Holanda Oliveira. Fotos: Portal Guaratiba

O motivo pelo qual resolvi enviar esse texto é porque acredito que outras pessoas deveriam fazer o mesmo e quem sabe vocês possam fazer uma campanha para salvar este lindo local (Barra de Guaratiba) com praias maravilhosas e com uma linda paisagem. Sou moradora de Sepetiba e vi que falta informação e que existe descaso não só da população como também do poder publico, o que pode acabar com o lugar.

Estive no último sábado de carnaval neste lugar (Barra de Guaratiba) que pretendia conhecer melhor e fazer um passeio com meu marido e filhos já que fomos informados a respeito de uma trilha que dava em uma praia. Um senhor, morador do local, nos indicou o caminho e logo no inicio ficamos encantados com a paisagem, mas vimos também um esgoto que caía em direção ao mar.

A trilha é boa, pois deu para caminhar com tranqüilidade apesar das subidas, mas estávamos ansiosos para ver a praia que diziam ser linda e ver a tal pedra que parecia uma tartaruga. Antes de chegar à praia vimos jovens usando drogas e isso já me deixou apreensiva, mas continuamos. Vimos também outro grupo cortando uma planta e galhos de árvores não entendi o motivo e fiz alguns comentários com meus familiares.

Lixo sendo recolhido no Perigoso (Foto de Arquivo)

.

Perto de uma fonte ou uma possível cascata vimos uma fila de jovens pegando água e destruindo e sujando tudo, lavando prato, panela e outros jovens estavam tomando banho. Fiquei intrigada já que o local deveria ser preservado e fiscalizado por estar tão próximo a área militar, já chegando próximo à praia eu realmente fiquei pasma: pelo caminho havia grande quantidade de fezes e papel higiênico, mais uma vez contornamos a situação e tomamos o caminho que nos levava à praia.

Foi chocante! Eu realmente fiquei assustada parecia que o local estava sendo invadido e que logo mais uma favela a beira mar ia surgir se é que já não tem gente morando escondido neste local. Havia muitas barracas, muita gente. Eu entendo que acampar é bom, mas acredito que quem faz uso desse tipo de lazer ainda mais em um local tão lindo deve pelo menos preservar. O que vi, no entanto, foi uma invasão de pessoas usando drogas a céu aberto. Uma sujeira tremenda. Lixo por todo lado, um caos.

Imprevidência no Perigosinho - Foto de Arquivo

Já na praia, observei que as pessoas pulavam de uma pedra para mergulhar no mar correndo o risco de se afogarem ou mesmo se machucarem. Via-se muitas garrafas pet, latas e também garrafas de cachaça, tudo jogado pelo caminho, fiquei imaginando aquele lugar sem aquela invasão ou mesmo pessoas educadas aproveitando o feriado de Carnaval naquele lindo lugar, mas de outra forma.

Permaneci no local algum tempo para me refazer da caminhada e lamentei ver tudo aquilo. Ao retornar encontramos um grupo de seis pessoas que desistiram de acampar, pois disseram que à noite a coisa ficava pior. Era muito barulho e o uso de drogas aumentava e eu fiquei pensando no inferno que deveria ser.

Fico imaginando como vai ficar aquele local depois que o Carnaval acabar. Quanto lixo vai ficar. Quanta coisa não será a mesma, e, logo vai ter outro fim de semana ou mesmo feriados e o lixo vai retornar e acumular. Salvem suas praias para que no futuro não venham a lamentar ou apenas guardem as belas fotografias do que um dia foi um pedaço do paraíso.

BuscaPé, líder em comparação de preços na América Latina