Notícias de Guaratiba

Violência marca o dia Internacional da mulher em nossa região

Publicado em 09.03.2011

Redação do Portalguaratiba

A jovem assassinada - Mariana Gonçalves - Foto: Album de família

Como escrevíamos na matéria de ontem sobre o Dia Internacional da Mulher, a mulher tem um longo caminho ainda para ficar livre da violência. Foram muitas as conquistas, mas no imaginário masculino, pelo menos naquelas mentes cuja educação repousa em parâmetros arcaicos e atitudes machistas, agem como trogloditas e se não podem possuir a mulher que desejam a destroem. Eliminam a mulher, pois não aceitam a rejeição.

O pedreiro Luis Carlos Oliveira (51) prestava serviços no Centro Educacional Gonçalves Dorneles, em Campo Grande de propriedade do pai da jovem Mariana Gonçalves (21), e na segunda-feira, apesar do colégio estar fechado, a jovem Mariana teria ido ao colégio atender o pai de um aluno, e foi barbaramente assassinada pelo pedreiro com um caco de vidro, segundo contou a polícia.

O suspeito de assassinato - Luis Carlos Oliveira - Foto: Urbano Erbiste

O pedreiro disse a polícia nesta quarta-feira que cometeu o crime por amor e afirmou ter tido um relacionamento com a jovem, a quem ajudava financeiramente. Entretanto a polícia já verificou que as afirmações do pedreiro não são verdadeiras. De acordo com depoimentos colhidos pela Divisão de Homicídios, o pedreiro nunca teve qualquer relacionamento com Mariana e ele não dava dinheiro a jovem. Enfim, mesmo que isso tivesse acontecido, mesmo que seu amor não fosse correspondido, nada justificaria este assassinato.

Quantos homens como esse assassino da jovem Mariana não andam por aí criados que foram em uma educação machista e cercado de hábitos grotescos e insalubres, convivendo com jovens mulheres que acabam se tornando vítimas de seus devaneios e intempestivamente torturadas e assassinadas por não cederem aos seus desejos. Segundo a família o pedreiro vinha assediando a jovem.

Ler detalhes do caso no Globo

Compartilhe essa notícia