Notícias de Guaratiba

Lamaçal na Estrada do Morgado em Ilha de Guaratiba prejudica moradores e produtores de plantas

Publicado em 10.03.2011

Conforme Tom Jobim observava em sua música "Águas de Março", este é o último mês do verão que termina em 22 de março, e as chuvas ao final da estação são uma característica nessa época do ano. Exatamente agora os produtores de plantas que se utilizam da Estrada do Morgado para escoamento de produção têm os maiores prejuízos.

Segundo Michael Leumann proprietário da Sant Jordi Com. de Plantas Ltda. é comum nessa época as empresas compradoras se recusarem a buscar as encomendas. - "Já perdi vendas (e muitas) em dezembro por causa da estrada em péssimas condições, o cliente se recusa a ir até a empresa, agora em março começa a se repetir o problema", desabafa o empresário.

O Polo de Plantas de Guaratiba, segundo seus defensores viria para resolver este e outros problemas de infraestrutura da região, mas parece que a coisa não anda e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico Solidário não consegue mobilizar os órgãos da prefeitura responsáveis pela manutenção das ruas.

Cento e noventa pessoas das que moram, trabalham ou se utilizam da Estrada do Morgado já fizeram um abaixo assinado e entregaram à prefeitura, mas até o momento não tiveram uma resposta satisfatória. Segundo informações colhidas pelos interessados junto à SECONSERVA (Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos), os responsáveis disseram que ocorreram problemas operacionais no final do ano (término de contrato com empresa tercerizada) havendo dessa forma uma redução drástica de homens e equipamentos, o que limitou os serviços de conservação de ruas em Guaratiba.

Segundo apuramos, alguns produtores se mobilizaram para colocar saibro nas maiores "panelas", entretanto com as chuvas dos últimos dias o saibro já se misturou com o barro e está indo embora. A estrada está no momento com enormes buracos provocados pelo vai e vem de caminhões pesados e o nivel da rua está uns 60 cm abaixo do seu leito normal sendo necessário refazer o escoamento de águas pluviais e o leito da rua.

Compartilhe essa notícia