Notícias da região

Recuperação de Sepetiba, 46 milhões de reais jogados fora

Publicado em 25.09.2011

Fotos: Giovanni Gazzo

No último dia 17 de setembro, comemorando o Dia Mundial de Limpeza das Praias (Clean Up The World), o Secretário Estadual do Meio Ambiente Carlos Minc e a presidente do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), Marilene Ramos estiveram na praia de Sepetiba para liberar os primeiros 130 metros da praia recuperada pela Empresa Odebretch.

Segundo correspondência do órgão de meio ambiente, os 130 metros de extensão recuperados da praia equivalem a uma área de 500.000 m² e 400.000 m³ de areia, cuja faixa de extensão sem incidência da maré passou a ter 80 metros. A camada de lodo removida da areia passou por separação do lixo e foi encapsulada em mantas impermeáveis (Geotêxteis) formando blocos que foram assentados em faixas interligadas no fundo do mar. O material permite o fluxo da água e de gases e foi coberto por nova camada de areia extraída por dragagem de jazida submarina da própria baía de Sepetiba.

Resumindo, estão sendo gastos 46 milhões do Fundo Estadual de Compensação Ambiental (Fecam), somente nesta primeira etapa das obras. O projeto pretendia tirar do local o "mangue invasor" segundo matéria distribuída na ocasião pelos responsáveis pelo projeto, mas parece que os invasores somos nós, pois depois de árduas batalhas contra as mudanças naturais da maré o mangue insiste em se restabelecer na área.

  

Conforme podemos observar nas fotos tiradas no local, foi um verdadeiro fiasco a recuperação da praia, mesmo assim, o Secretário Minc inaugurou a "areia limpa de Sepetiba". Por mais que tenhamos esperança no sucesso das obras e estarmos torcendo pelos 40 mil moradores da região, não podemos deixar de registrar que aparentemente a intervenção feita na praia até agora e o dinheiro gasto no projeto foi dinheiro jogado fora.

Compartilhe essa notícia
Share |