Notícias de Guaratiba

Carla Gomes fala sobre Jongo Banto e convida para o Bloco dos Bantos no sábado de Carnaval

Publicado em 28.02.2011

O Bloco dos Bantos vai desfilar no sábado de Carnaval em Campo Grande com apoio da Riotur e Prefeitura do Rio. A concentração será às 14:00 hs na Rua Baicuru. Conheça agora um pouco da história da Companhia Banto que está organizando o bloco.

Carla Gomes pesquisando suas raízes e seduzida pela música e folclore africanos, decidiu em 20 de julho de 2006 fundar a Companhia Jongo Banto em Campo Grande. Pediu apoio aos comerciantes locais para o projeto, e iniciou uma peregrinação por bibliotecas, quilombos e várias cidades que tiveram participação direta no uso de mão de obra escrava.

O primeiro grande desafio do grupo foi recuperar a história brasileira de origem negra que é pouco conhecida. A equipe obteve algumas informações pesquisando e participando de encontros com comunidades quilombolas pela região do sudeste brasileiro, tais como SP, RJ e MG. E realizou um levantamento da história do jongo no Brasil com suas características, danças, indumentárias, instrumentos e letras de cantigas.

-"Apesar de o Jongo ter raízes africanas, ele foi criado no Brasil. Existe uma similaridade com o Candomblé e talvez por isso as pessoas criem uma rejeição. Não que o Jongo não tenha um cunho religioso, mas a Companhia não prioriza o estudo da religião, mas da dança, da manifestação folclórica", pontua Carla Gomes no vídeo institucional da Companhia Banto.

O grupo é bastante heterogêneo, mas possui como característica comum aos seus integrantes o interesse em educação e cultura popular de uma forma geral. Os integrantes são de faixas etárias, classes sociais e crenças variadas. No entanto, essas diferenças são superadas pela vontade comum de vivenciar as heranças culturais do nosso País.

Hoje conhecido como Cia. Banto a proposta é contribuir com o estudo da cultura negra e da cultura popular, divulgando a história do jongo e de outras danças como: coco, ciranda, maculelê, capoeira, samba de roda, bumba meu boi e outras manifestações folclóricas, em eventos, escolas, comunidade, universidades e centros culturais.

Maiores informações:

(21) 8749-8541- Coordenação Geral Carla Gomes

(21) 9776-1051- Produção Marcelo Girard

Email: jongobanto@bol.com.br

Quem quer aprender mais sobre o povo Banto e a escravidão no Brasil assista este vídeo

Compartilhe essa notícia