Notícias de Guaratiba

Flowserve inaugura fábrica em Campo Grande, com investimentos de US$ 40 milhões

A fábrica tem 15 mil metros quadrados de área construída e vai gerar mais de 350 empregos diretos

Publicado em 31.08.2012

Da redação
C/ Agência Rio

A Flowserve, um dos líderes mundiais no fornecimento de bombas, válvulas, selos mecânicos, sistemas de selagem e serviços para as áreas de petróleo, gás e química, inaugurou nesta quinta-feira (30), na Estrada do Pedregoso, 1975, Distrito Industrial de Campo Grande, Rio de Janeiro, uma unidade de produção, que representa investimentos de US$ 40 milhões.

O empreendimento vai gerar mais de 350 empregos diretos. A fábrica, que tem 15 mil metros quadrados de área construída, foi uma das ações mais significativas da Flowserve no mundo e o maior investimento já feito na América Latina. A empresa tem mais de 14 mil funcionários em 56 países.

O vice-governador e coordenador de Infraestrutura do estado do Rio, Luiz Fernando Pezão, que participou da inauguração, destacou a recuperação econômica do estado, que vem atraindo empresas para o Rio.

“Grandes investimentos públicos e privados estão em implantação ou em expansão no Rio, e a Flowserve é um deles. Nos próximos anos, segundo dados da Firjan (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro), serão mais de R$ 210 bilhões aplicados no nosso estado, gerando divisas e empregos aqui”, afirmou o vice-governador.

A fábrica, localizada numa importante área industrial da cidade, será especializada na produção de bombas, com possibilidade de expansão, e ainda suporte para fabricação de peças, serviços pós-venda e treinamentos em diversos setores. Além disso, a capacidade atual de fabricação da Flowserve será triplicada com a nova unidade.

Segundo o gerente-geral da Flowserve no Brasil, Marcelo Alves, a nova fábrica amplia as possibilidades de atuação da empresa no setor de bombas e confirma a confiança da companhia no desenvolvimento do Brasil. Ainda de acordo com ele, as bombas fabricadas na nova unidade do Rio de Janeiro irão abastecer vários mercados da América Latina.

Compartilhe essa matéria