Notícia

Moradores do Caminho do Morgado no Retiro em Ilha de Guaratiba se mobilizam para garantir abastecimento de água

Publicado em 16.09.2014

Da Redação

Moradores deliberam sobre as providências a serem tomadas com relação ao abastecimento de água na região

Reuniao Moradores do Retiro

Logo após a abertura do Túnel Vice Presidente José de Alencar, apelidado de Túnel da Grota Funda pelos moradores de Guaratiba, a região vem sendo tomada por empreendimentos estranhos à vocação do lugar, que tem permanecido durante todos esses anos com aquela característica rural e ecológica, muito mais voltada ao turismo e ecoturismo, assim como bairro dormitório, do que propriamente como bairro industrial ou empresarial.

Assim é que, rodando pelas estreitas ruas de Ilha de Guaratiba, podemos perceber grandes construções de galpões, tráfego intenso de carretas altíssimas que passam destruindo fios e deixando os moradores de várias ruas do bairro sem telefone ou energia. Lindas colinas com restos de mata atlântica vão sendo raspadas e destruídas com inúmeros caminhões de barro vermelho trafegando impunemente às luzes claras do dia.

Enfim, a destruição começou, e as autoridades encasteladas em seus gabinetes, escrevem laudas e laudas de proibições, leis, artigos, decretos, para absolutamente nada. Não se dignam a levantar de suas poltronas e fiscalizar os entulhos e aterros, os lixões que estão se formando nos manguezais limítrofes com a Avenida D. João VI (Américas), e todos os empreendimentos irregulares que vão se instalando por aqui. É preciso dar um basta a todo esse desrespeito pelo bairro recém descoberto pela prefeitura na gestão de Eduardo Paes.

Agora, parece que a mais nova modalidade de exploração dos recursos naturais desta terra é a captação de água de forma intensiva do enorme lençol aquífero situado no subsolo e que já mencionamos em edições anteriores neste portal . Todos conhecemos o fato de que a região não é servida de água pela companhia de águas do estado, e nos mais afastados rincões, os moradores e empresários rurais utilizam-se de poços artesianos ou de captação de águas de superfície para manutenção das casas e de seus empreendimentos.

Carro pipa é abastecido durante à noite

Reuniao Moradores do Retiro No Caminho do Morgado, pequena estrada na comunidade do Retiro em Ilha de Guaratiba, os moradores estão sendo prejudicados pela construção de um poço artesiano, que segundo os locais possui mais de 120 metros de profundidade. Não estaria sendo denunciado para o Ministério Público, como o foi, pelos moradores, se a sua utilização não indicasse uso comercial da água a ser captada, inclusive com abastecimento de caminhões pipa durante a noite, conforme fotos e indicações colhidas no local.

O fato é que os poços dos moradores das casas vizinhas a essa perfuração já começaram a apresentar problemas de vazão, ficando secos em determinados períodos, fato que nunca havia ocorrido. No local assim como em várias regiões de Guaratiba, não existe abastecimento de água, ficando a população dependente do líquido retirado do subsolo.

Alguns moradores, presentes à uma reunião de emergência organizada pela comunidade, disseram que foi oferecido pelo proprietário do referido poço clandestino, a construção de uma cisterna em cada casa à guisa de compensação pelos danos causados, o que naturalmente não satisfaz, haja vista a dependência a um estranho.

Na ocasião ficou decidido que os moradores fariam um abaixo assinado para entregar à Delegacia de Policia do Meio Ambiente, Ministério Público, e Comissão de Meio Ambiente da Câmara de Vereadores para que sejam tomadas as devidas providências. Assim, esperam que as autoridades fiquem sensibilizadas com o problema e resolvam investigar essas atividades prejudiciais ao meio ambiente e à comunidade local do Caminho do Morgado no Retiro, em Ilha de Guaratiba.

Comentário